CHÂTEAU DE CHANTEGRIVE 2012 - Graves I Belle Cave

Confira o vídeo do nosso produto:

Château de Chantegrive 2012

Ref.: FRCTG0101A12 Compra Segura

Graves

  • R$ 244,00 Garrafa(s)
  • R$ 231,80 Garrafa(s)

Aproveite Também

Pauillac, Grand Cru Classé
Descrição 1
Produzido em Pauillac - um dos solos mais privilegiados de Bordeaux - Château Haut-Bages Liberal Pauillac 2012 foi elaborado à base de Cabernet Sauvignon e Merlot, um assemblage que promete riqueza e potência. Neste tinto você encontrará aromas de cedro, cassis, violetas, pimentas e ameixas. O sabor é marcado pela concentração de fruta, toque tostado, taninos finos, boa acidez e persistência. Um ótimo exemplar para ser apreciado sozinho ou acompanhando um saboroso nhoque com ragu de cordeiro.
Descrição 2
A origem do nome Château Haut-Bages Liberal está ligado à família Liberal – fundadores da vinícola - que governou a área no início do século 18. Ao longo do tempo pertenceu também à família Cruse, responsável pelo melhoramento das vinhas e, hoje, pertence à Claire Villars-Lurton que conduz a propriedade com o auxílio do competente enólogo Eric Boissenot.

Château Haut-Bages Liberal modernizou-se e aprimorou-se em viticultura sustentável garantindo, não só, a qualidade dos vinhos, como também o equilíbrio do ecossistema e a entrega do verdadeiro terroir de Pauillac, onde está enraizada. Pauillac fica na margem esquerda de Bordeaux, dentro de Médoc, e é berço de vinhos potentes, concentrados e longevos, com perfil mineral e aromas profundos. Três dos cinco primeiros vinhedos (classificados em 1855) estão nesta AOC. Pauillac tem solo profundo e cascalhoso por conta de sua proximidade com o Gironde e o riacho que o separa de St-Estèphe. Este tipo de solo é ideal para uvas de maturação tardia como a Cabernet Sauvignon.

DADOS BÁSICOS
AOC: Pauillac Safra: 2012
Casta: Cabernet Sauvignon e Merlot
Amadurecimento: 16 meses em barricas de carvalho francês

DEGUSTAÇÃO
Cor: Rubi
Nariz: intenso e amplo, remete a cedro, cassis, violetas, pimentas e ameixas
Boca: excelente concentração de fruta, toque tostado, taninos finos, boa acidez e persistência

CONSELHOS PARA SERVIR
Harmonização: Nhoque com ragu de cordeiro, t-bone grelhado com batatas recheadas, ossobuco com risoto de açafrão, coq au vin, cogumelos recheados, queijos e embutidos, brusquetas.
Tempo de Guarda: 15 anos Decantar: sim. Durante 1 hora antes de servir.

PONTUAÇÕES
Robert Parker 90
James Suckling 91

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 90
Proprietor Claire Villers-Lurton administers this Pauillac classified-growth property. The 2012 reveals good, sweet tannin, blackcurrant fruit, a nice, soft underbelly, medium to full body, and outstanding concentration and purity. This property is always somewhat under the radar, but this is a very strong effort and should drink well for up to 20 years.

James Suckling 91
Aromas of ripe strawberries and raspberries with citrus undertones. Some tar, too. Full to medium body, fine tannins and a juicy, savory aftertaste. Better in 2017.

  • RP 90
  • JS 91
  • 1  |  R$ 515,00 /gf
  • 6  |  R$ 489,25 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 515,00 Garrafa(s)

  • R$ 489,25 Garrafa(s)

R$ 515,00

Descrição 1
O Château Carbonnieux, Grand Cru, é um clássico de Bordeaux, presente na história do vinho francês, e um excelente custo-benefício.
A safra 2012 (60% Cabernet Sauvignon, 35% Merlot e 5% Petit Verdot) é a de melhor pontuação da história do Château.

Descrição 2
O Château Carbonnieux, Grand Cru Classé de Graves fundado no século XIII, é uma das mais antigas propriedades de toda a região de Bordeaux. A família Perrin adquiriu o Château nos anos 50 e a produção é tocada hoje pela terceira geração. A apelação Pessac-Léognan, a poucos quilêmetrso do centro da cidade de Bordeaux, só existe há 25 anos, mas os seus Grand Crus dispensam apresentação - Haut-Brion, La Mission Haut-Brion, Smith Haut Lafitte, Pape-Clément.

Os 50 hectares do vinhedo de Carbonnieux, se dividem entre a Cabernet Sauvignon (55%) que se expressa plenamente no solo de cascalho; Merlot (35%) parte em solo de cascalho fino e parte em solo argiloso; Cabernet Franc (7%) e Petit Verdot (3%). As vinhas possuem idade média de 27 anos.

DADOS BÁSICOS
AOC: Pessac-Léognan
Safra: 2012
Castas: 60% Cabernet Sauvignon, 35% Merlot e 5% Petit Verdot
Cultura "raisonnée"
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: vermelho rubi / violeta.
Nariz: intenso, com especiarias, notas de café torrado, folhas de cha preto e cassis.
Boca: equilibrado, taninos e frutas maduras, oferece bom volume e tem final longo.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16º a 18º
Passar no decanter para aeração 2 horas antes do serviço.
Harmonização: Quase todos os pratos de carne de boi e de cordeiro, assim como algumas aves como a galinha d'angola; frios de sabor mais leve e queijos como emmental, gruyère, ossau-itary (queijo de cabra de casca dura não cozido) e roquefort.
Tempo de guarda: até 2032.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 91
Wine Spectator 90
Jancis Robinson 16,5/20
James Suckling 92
Wine Enthusiast 91
Roger Voss 91
Jeannie Cho Lee 89
Gilbert & Gaillard 91
Vinum Wine Magazine 17
Tim Atkin 90
Vinous 87-89

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 91
A very complex wine from the Perrin family, the 2012 Carbonnieux has dense ruby/purple color, notes of grilled meats, blackcurrants, sweet cherries, graphite and spice. It is medium to full-bodied, elegant, very pure with supple tannins. This can be drunk in a few years, but promises to age impressively for 12-20 years.

James Suckling 91

This is so delicious now with blueberry, currant, wet-stone and mineral character. Medium to full body, fine tannins and a delicious finish. Wait or enjoy now. Shows the new style and savoir faire of the estate. Pretty.

Wine Spectator 90
Features a racy edge, with pastis and graphite notes coursing underneath the plum sauce and blackberry coulis flavors. Shows ample toast along the edges and through the finish, but displays good energy overall and should harmonize fully soon enough. Best from 2016 through 2022. 13,330 cases made.

Jancis Robinson 16,5
Tasted blind. Broad and tea-leaf fragrant. Good attack and savour. Long and supple.

Vinous 87-89
Moderately saturated purple-ruby. Blueberry, cassis, spices, mint and fresh herbs on the nose. Silky on entry, then pure and precise in the middle, showing excellent cut to the black fruit and mineral flavors accented by herbs. Finishes long and clean, with suave tannins. A trace of dilution kept my score lower than it might have been, but this is an excellent showing for Carbonnieux. Owner Eric Perrin told me he plans to age the wine for 15 to 18 months in a judicious 35% to 40% new oak.

Wine Enthusiast 91
This wine is dry, full of tannins and dark fruits. It is weighty, structured and ready for the long term with its acidity, dry tannins, dense structure and intense black currant fruits. Drink this mineral-textured wine from 2020.

Jeannie Cho Lee 89
Balanced, very approachable red with good depth and balance. The wine offers nice mid palate weight and notes of cedar, cassis and black tea leaves. Well made and fairly long in the finish with potential to age for at least a decade or more. Tasted in: Bordeaux, France. Maturity: Young.

  • RP 91
  • WS 90
  • JR 16,5
  • JS 92
  • WE 91
  • TA 90
  • VN 87-89
  • 1  |  R$ 410,00 /gf
  • 6  |  R$ 389,50 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 410,00 Garrafa(s)

  • R$ 389,50 Garrafa(s)

R$ 410,00

Descrição 1
Clos Du Marquis é uma propriedade histórica que data antes mesmo da Revolução Francesa. Vizinho do famoso Château de Léoville - casa do Maquês de Cases, antigo proprietário da vinícola - está enraizado em um dos melhores terroirs da França, em St-Julien. Este tinto entrega o melhor do seu terroir traduzido em estrutura, complexidade, harmonia e potencial de envelhecimento. Ao abrí-lo, reconhecerá aromas de amoras, framboesa, figos e cerejas maduras acompanhadas por tabaco, cedro, alcaçuz e pimenta. Se busca um vinho para presentear ou desfrutar em uma ocasião especial este é o exemplar pefeito, pois surpreenderá os paladares mais exigentes.
Descrição 2
Clos du Marquis é o segundo vinho do Château Léoville Las Cases, cuja origem remonta o século 17. Domaine Léoville pertencia à uma das famílias mais abastadas de toda a França, os Las Cases, até meados de 1840 (durante a Revolução Francesa) quando a propriedade foi expropriada - restando apenas 3/5 do domínio original - passou, então, a ser chamada de Château Léoville Las Cases.

Atualmente pertence a Jean-Hubert Delon, um homem que crê que a tradição milenar da região deve ser preservada, mas para produzir grandes vinhos o homem deve respeitar as mudanças naturais que a natureza sofre. Entender a terra e suas necessidades é o primeiro passo, o segundo é usar do conhecimento humano por meio da tecnologia que assegura a qualidade e sanidade das uvas e o melhor momento de transformá-las em vinho.

Os vinhos de Saint-Julien são inegavelmente distintos. A proximidade com o estuário Gironde criou uma grande diversidade de solos, formado ao longo de diversos períodos geológicos por sobreposições sucessivas. O rio também cria um microclima especial que permite a completa maturação das uvas, protegendo-as do risco de geada. Esta combinações geológica influencia no desenvolvimento da videira, dando aos vinhos personalidade única.

DADOS BÁSICOS
AOC: Saint-Julien
Safra: 2012
Castas: Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Vermelho profundo com reflexos púrpura
Nariz: aromas de amoras, framboesa, figos e cerejas maduras acompanhadas por tabaco, cedro, alcaçuz e pimento.
Boca: estruturado, potente e harmônico, com taninos firmes e acidez vivaz.

CONSELHOSPARA SERVIR
Temperatura: 18°C
Harmonização: um vinho estruturado pede comida estruturada, então aposte em carnes suculentas e com osso, molhos substanciosos, queijos duros e guisados.
Tempo de Guarda: 20 anos
Decantar: por uma hora antes de servir

PONTUAÇÃO
Robert Parker 92
Wine Spectator 90
Jancis Robinson 16,5
James Suckling 91
Vinous 90

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 92
Tasted blind at the Bordeaux 2012 Southwold tasting. The 2012 Clos du Marquis has a very intense bouquet, the more fruit-driven of all the Saint Julien 2012s with layers of black cherries and cranberry fruit, an undercurrent of autumn leaves and cigar box. The palate is medium-bodied with fine definition: smooth and very harmonious, quite intense on the entry and yet without that long sustain on the finish. That does not matter too much, because what comes before is very precise and pure, the class of the terroir evident from start to finish. Tasted January 2016.

  • RP 92
  • JS 91
  • JR 16,5
  • WS 90
  • VN 90
  • 1  |  R$ 680,00 /gf
  • 6  |  R$ 646,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 680,00 Garrafa(s)

  • R$ 646,00 Garrafa(s)

R$ 680,00