Brancos

Descrigco 1

Descrigco 2


DADOS BÁSICOS

Áustria, Wachau
Tipo: Qualitätswein, Federspiel
Trocken
Safra: 2011
Casta: Riesling
Teor alcoólico: 12%
Açúcar residual: 2,3 g/l
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo limão.
Nariz: complexidade e intensidade impressionantes, oscilando entre toque defumado, notas de centeio fresco, de nozes e amêndoas torradas, e algo lembrando mármore e pedra molhada. Ainda vêm deliciosos aromas de compota de maçã, de pêssego branco, e algo exótico como maracujá e kinkan.
Boca: sedutor, fresca, sedosa, com leve sabor de alcaçuz, um amargor lembrando chá preto, pão grelhado, raspa de limão, deliciosa mineralidade, e especiarias como gengibre e pimenta verde. Incrível persistência.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10º-12º.
Harmonização: culinária exótica, rica em especiarias, carne suína, leitão à Bairrada, pratos quentes de culinária japonesa, como kakuni don (arroz e barriga de porco) ou tonkatsu kare (filé suíno empanado e curry).
Tempo de guarda: 20 anos.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 94
Wine Spectator 89
Jancis Robinson 16
Wine Enthusiast 96
James Suckling 93

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 94
The 2011 Riesling Smaragd Vom Stein opens with the ripe charm and winning self-confidence of a warm vintage. Super clear, with ultra-ripe (not overripe though!) and concentrated fruit aromas on the nose along with floral and herbal flavors, there is no cool soul so far, since the baby-fruit takes it all. Full-bodied, rich and powerful on the palate, this is a very juicy but also pure and complex wine still full of finesse, fresh and very, very long. It is a mighty, firmly structured, but nevertheless, refreshing and very mineral as well as elegant Riesling full of energy and vibrancy. The finish is impressively long and filled with tension and the aging potential should be terrific. It's a great drinking experience today, and I suppose it will always be in the next 20 or 25 years.

Wine Enthusiast 96
A lovely, slightly funky, smokiness on the nose comes hand in hand with baked and bruised apple notes. Crushed notes of yarrow add an herbal frisson. The palate adds a creamy but focused ripeness, well tempered by integrated freshness. It is the texture here that captivates, alongside the complex flavors. This shows that a few years of bottle age are nothing on a good, light-footed Riesling. Enjoy this library release now through 2030.

James Suckling 93
This almost literally smells of history; the dried-apple, pear and candied-lemon aromas are very much of the kind I imagine a young riesling from the 19th century would have had. Six years maturation in wooden barrel have certainly made this medium-bodied wine more imposing, but also more subtle. From biodynamically grown grapes. Demeter certified. Drink or hold. Screw cap.

  • RP 94
  • WS 89
  • JR 16
  • WE 96
  • JS 93
  • 1  |  R$ 379,90 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 379,90 Garrafa(s)

R$ 379,90

Descrigco 1

Descrigco 2


DADOS BÁSICOS

Áustria, Wachau
Tipo: Qualitätswein, Federspiel
Trocken
Safra: 2010
Casta: Grüner Veltliner
Teor alcoólico: 12%
Açúcar residual: 2,8 g/l
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo limão.
Nariz: profundo, fresco e maduro, com notas de damasco, pera, melão, raspa de laranja e especiarias como gengibre confitado, e flores capitosas
Boca: bela acidez, volume excepcional, muitas especiarias (pimenta-do-reino, wasabi, anis), chá preto, e final com frutas amarelas maduras.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 8º-10º.
Harmonização: sushi, especialmente com toro e wagyu, long bao dumplings, pratos com tucupi, como o tacacá, moqueca capixaba, bobó de camarão.
Tempo de guarda: 20 anos.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 91
Wine Spectator 90
Wine Enthusiast 96
James Suckling 89
Vinous 92

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 91
Bottled in April 2017 after seven years of aging in a large oak cask, the 2010 Im Weingebirge Grüner Veltliner Federspiel is intense and yeasty on the lemon-fresh and deep nose. Intense and well-structured, this is a lighter and finessed but persistently salty and grippy Veltliner with nice bitterness and salinity in the finish. A very subtle Wachauer. Tasted September 2018.

Wine Enthusiast 96
Earthy, juicy ripeness of Russet pear is evoked vividly on the nose, while white pepper and ground stone shimmer in the background. The palate is juicy at first, but soon the salty, yeasty, almost cheesy core spreads its savory magic, not without adding vivid apple notes. A very complex and deeply satisfying wine. The finish belongs to zesty, clean lemon.

Vinous 92
An April 2017 bottling of the same cuvée whose first half was bottled in the summer of 2011 and released immediately thereafter, this represents in effect a semi-Vinothek offering, yet at a scarcely higher price than was asked for the initial bottling. There were initially 2,000 liters, so this wine was racked once, into a 1,000-liter cask. It features the same 11.5% alcohol and concomitant sense of buoyancy as did the corresponding 2016, and as have so many other Nikolaihof Federspiele. A delightfully intriguing nose offers moss, snuffed candle wick, wet stone, lemon zest and fresh green bean. There is a subtly creamy feel on the palate, which also offers a reprise of the mature elements found on the nose. Piquant artichoke and hazelnut, richly nutty raw spinach and iodine-tinged shrimp shell add to the complex savor of a juicily sustained finish.

  • RP 91
  • WS 90
  • WE 96
  • VN 92
  • JS 89
  • 1  |  R$ 279,90 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 279,90 Garrafa(s)

R$ 279,90

Descrição 1
Trebbiano, Malvasia del Chianti e Chardonnay: o corte para um branco delicado mas intenso.
Descrição 2
Castelli del Grevepesa é uma empresa formada por produtores locais que seguem à risca as regras de Chianti e têm um objetivo em comum: preservar a secular tradição toscana dando vida a vinhos sinceros e de alta qualidade. Atualmente, Castelli del Grevepesa conta com 150 cooperados – muitos deles estão desde 1965, ano de fundação da casa.

As vinhas são cultivadas em diferentes vinhedos e cuidadas por um agrônomo chefe que, cuidadosamente, ao longo do ano, monitora o estado das plantas. Além disso, todo o processo de produção - do vinhedo à seleção de grãos na cantina- é supervisionado por Ugo Pagliai, enólogo da vinícola. Este cuidado é de suma importância para garantir a qualidade e o Catelli del Gravepesa pode se orgulhar deste feito, pois produzem vinhos verdadeiros de tirar o fôlego.

O Bianco 2018 foi vinificado em tanques de aço e engarrafado precocemente, para conservar os aromas de fruta fresca e vivacidade que fazem todo o seu charme.

DADOS BÁSICOS
IGT: Bianco Toscana
Safra: 2018
Castas: 20% Trebbiano, 20% Malvasia del Chianti, 60% Chardonnay
Teor alcoólico: 12,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo claro.
Nariz: delicado, com aromas intensos de frutas amarelas.
Boca: acidez agradável, com fim de boca levemente cítrico.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°.
Harmonização: peixes grelhados, frutos do mar, saladas.
Tempo de guarda: até 2021.

Avaliações dos Especialistas
  • 1  |  R$ 89,90 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 89,90 Garrafa(s)

R$ 89,90

Descrição 1
Chablis é sinônimo de grandes Chardonnays. O Petit Chablis 2018 do Domaine du Chardonnay não faz exceção. Um nariz expressivo com notas cítricas e de frutas brancas, uma boca leve, viva e sedosa: é um branco intenso que acompanha pratos com sabores delicados a perfeição.

Descrição 2
Propriedade de 38 hectares de vinhas, o Domaine du Chardonnay foi criado em 1987 por Etienne Boileau, Christian Simon et William Nahan. Os três produtores decidiram juntar-se para unir e compartilhar seus conhecimentos. Com uma mistura de tradição e de modernismo, eles produzem vinhos brancos de grande qualidade.
O Domaine pratica uma agricultura "raisonnée" (minimização de uso de pesticidas), e os seus vinhos exprimem de forma pura a tipicidade do Chardonnay de Chablis.

A vinificação e o envelhecimento desta cuvée, feitos integralmente em tanques de inox com temperaturas rigorosamente controladas, permitem obter um Petit Chablis com muito frescor aromático e excelente mineralidade.

DADOS BÁSICOS
AOP: Petit Chablis
Safra: 2018
Casta: Chardonnay
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: ouro claro e pálido.
Nariz: aromas intensos com frutas brancas e cítricas, e um toque floral.
Boca: excelente acidez e mineralidade refrescante. Boa redondeza, textura aveludada e fim de boca com sutil presença de pedra de isqueiro.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10° - 12°.
Harmonização: salada, peixes de carne branca grelhados, espeto de camarão, queijo tipo Brie, ostras, vieiras grelhadas.
Tempo de guarda: 3 anos.

Avaliações dos Especialistas

R$ 179,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 179,00

Descrição 1
Um Chablis típico, com acidez refrescante e agradáveis notas de limão, amêndoa e flores brancas.

Descrição 2
Propriedade de 38 hectares de vinhas, o Domaine du Chardonnay foi criado em 1987 por Etienne Boileau, Christian Simon et William Nahan. Os três produtores decidiram juntar-se para unir e compartilhar seus conhecimentos. Com uma mistura de tradição e de modernismo, eles produzem vinhos brancos de grande qualidade.
O Domaine pratica uma agricultura "raisonnée" (minimização de uso de pesticidas), e os seus vinhos exprimem de forma pura a tipicidade do Chardonnay de Chablis.

A vinificação e o envelhecimento desta cuvée, feitos integralmente em tanques de inox com temperaturas rigorosamente controladas, permitem obter um Chablis com muito frescor e bela tipicidade.

DADOS BÁSICOS
AOP: Chablis
Safra: 2017
Casta: Chardonnay
Teor alcoólico: 12,8%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: ouro claro e pálido.
Nariz: flores brancas, sutil mineralidade, notas de cítricos.
Boca: rico e amplo, redondo, com boa mineralidade e frescor.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°.
Harmonização: peixe branco grelhado, lagostinha, queijos de cabra frescos.
Tempo de guarda: 5 anos.

Avaliações dos Especialistas

R$ 203,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 203,00

Descrição 1
O lado mais atraente da Fernão Pires: um branco harmonioso, redondo e perfumado. 

Descrição 2
A Quinta do Montalto inicia suas atividades em 1880 e é pertencente à mesma família há 5 gerações. Possui na sua totalidade cerca de 50 hectares, entre vinhas, olivais, pomares e florestas, formando um magnífico mosaico na paisagem. Inserida na grande região vitivinícola de Lisboa, os cerca de 15,5 hectares de vinhas implantadas em encostas de solos argilo-calcários com excelente exposição solar, produzem vinhos com direito à Denominação de Origem Encostas D’Aire.

Localizada no centro do país na região de Ourém, perto de Fátima, e com uma longa tradição vitivinícola, a Quinta do Montalto possui uma grande variedade de castas, sendo a Aragonez e a Fernão Pires as mais representativas das uvas tintas e brancas, respectivamente.
Existem também encepamentos de Touriga Nacional, Trincadeira, Syrah, Baga, Alicante Bouchet, Castelão, Moreto, Cabernet Sauvignon, Arinto, Rabo de Ovelha e Olho de Lebre.

A obtenção de produtos regionais, verdadeiramente genuínos, e de paladar único, tem pautado o trabalho e dedicação de toda a família e de todos os trabalhadores. Sem deixar de lado as preocupações ambientais, todas as culturas na Quinta do Montalto são, desde 1997, conduzidas e tratadas obedecendo às normas de Agricultura Biológica com o controlo da ECOCERT-PORTUGAL, ou seja, não são utilizados adubos químicos, herbicidas, inseticidas, fungicidas e outros produtos químicos de síntese.
Além disso, por não utilizarem qualquer produto de origem animal, todos os nossos vinhos são aptos para uma dieta vegana, estando registados na “The Vegan Society”, uma associação sediada no Reino Unido.

DADOS BÁSICOS
VR Lisboa
Safra: 2018
Corte: Fernão Pires
Teor alcoólico: 12,4%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: palha com reflexos esverdeados.
Nariz: fruta amarela madura e especiarias, com ligeiros aromas de madeira.
Boca: untuoso e ainda assim fresco, com excelente estrutura.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12°.
Harmonização: peixes gordos, aves grelhadas e assadas.
Tempo de guarda: 2 anos.

R$ 149,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 149,00

  Descrição 1
Grande corpo, grande estrutura e acidez no ponto, num equilíbrio perfeito tão característico da região.

Descrição 2
Mouraz é o lugar de nascimento do António, aldeia onde a sua família cultiva vinhas de uma forma holística e ecológica há várias gerações.
A quinta está dispersa por várias parcelas de vinha com diferentes solos e altitudes, num total de 25 hectares de terreno. Vinhas velhas com cerca de 50 anos e vinhas recém-plantadas coabitam com a floresta de pinheiros, carvalhos, castanheiros e sobreiros, numa paisagem marcada por colinas suaves recortadas por pequenos ribeiros. Nos solos predomina o granito e as altitudes variam entre os 200 e 400 metros.

As castas são exclusivamente portuguesas, com predominância das castas típicas do Dão tais como a Touriga-Nacional, a Tinta-Roriz, o Alfrocheiro, o Jaen, a Água-Santa ou a Baga (nos tintos), o Encruzado, a Malvasia-Fina, o Bical e o Cerceal (nos brancos). Toda esta biodiversidade, assim como o amor do casal António e Sara por este lugar, aparece refletida na personalidade e complexidade dos vinhos da Casa de Mouraz.
Todas as vinhas são cultivadas de forma ecológica, sendo certificadas pela ECOCERT desde 1996. Em 2006, começaram a trabalhar com os preparados e as práticas biodinâmicas. Na adega as vinificações são feitas por vinhas, normalmente plantadas com castas misturadas, com o objetivo de procurar a essência de cada terroir. Em 2009 passaram a integrar o prestigiado grupo de produtores biodinâmicos La Renaissance des Appellations.

DADOS BÁSICOS
DOC: Dão
Safra: 2017
Castas: cerca de 15 variedades tradicionais da região (Encruzado, Malvasia-Fina, Bical, Rabo-de-Ovelha, Siria, Fernão Pires...)
Orgânico / Biodinâmica
Teor alcoólico:
13,5%
Tamanho da garrafa:
750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
amarelo com reflexos esverdeados.
Nariz:
aromas balsâmicos com notas cítricas, melão, pera e rosas.
Boca:
um branco estruturado, encorpado, com acidez no ponto e equilíbrio perfeito.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°.
Harmonização:
queijo, massas e alguns pratos italianos, assim como peixes gordos (bacalhau, salmão, atum). Também acompanha bem pratos de carnes brancas.
Tempo de guarda:
10 anos.

Avaliações dos Especialistas

R$ 154,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 154,00

Descrição 1
A excelência da casta Encruzado, a casta branca mais nobre do Dão. Floral e mineral, fresco e estruturado, o equilíbrio sob a forma de vinho.

Descrição 2
Mouraz é o lugar de nascimento do António, aldeia onde a sua família cultiva vinhas de uma forma holística e ecológica há várias gerações.
A quinta está dispersa por várias parcelas de vinha com diferentes solos e altitudes, num total de 25 hectares de terreno. Vinhas velhas com cerca de 50 anos e vinhas recém-plantadas coabitam com a floresta de pinheiros, carvalhos, castanheiros e sobreiros, numa paisagem marcada por colinas suaves recortadas por pequenos ribeiros. Nos solos predomina o granito e as altitudes variam entre os 200 e 400 metros.

As castas são exclusivamente portuguesas, com predominância das castas típicas do Dão tais como a Touriga-Nacional, a Tinta-Roriz, o Alfrocheiro, o Jaen, a Água-Santa ou a Baga (nos tintos), o Encruzado, a Malvasia-Fina, o Bical e o Cerceal (nos brancos). Toda esta biodiversidade, assim como o amor do casal António e Sara por este lugar, aparece refletida na personalidade e complexidade dos vinhos da Casa de Mouraz.
Todas as vinhas são cultivadas de forma ecológica, sendo certificadas pela ECOCERT desde 1996. Em 2006, começaram a trabalhar com os preparados e as práticas biodinâmicas. Na adega as vinificações são feitas por vinhas, normalmente plantadas com castas misturadas, com o objetivo de procurar a essência de cada terroir. Em 2009 passaram a integrar o prestigiado grupo de produtores biodinâmicos La Renaissance des Appellations.

DADOS BÁSICOS
DOC: Dão
Safra: 2016
Castas: Encruzado
Orgânico / Biodinâmica
Teor alcoólico:
13,2%
Tamanho da garrafa:
750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
amarelo limão.
Nariz:
floral e mineral.
Boca:
a nobre casta Encruzado entrega um vinho fresco e estruturado: o equilíbrio sob a forma de vinho.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°-12°.
Harmonização:
queijo meio curados, lagosta com molho de manteiga, risoto de abóbora.
Tempo de guarda:
10 anos.

Avaliagues dos Especialistas

R$ 203,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 203,00

Descrição 1
Um Sauvignon Blanc de Bordeaux expressivo e refrescante.

Descrição 2
DADOS BÁSICOS
AOP: Bordeaux
Casta: Sauvignon Blanc
Safra: 2016
Teor alcoólico: 12,3%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo limão com reflexos verdes.
Nariz: frutas amarelas e brancas maduras, muito expressivo.
Boca: elegante, refrescante, com a mesma qualidade de fruta que encontramos no nariz e final mineral.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°.
Harmonização: lasanha com molho pesto, legumes gratinados, paella, calamares fritos.
Tempo de guarda: 4 anos.

R$ 110,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 110,00

Descrição 1
O Norte do Vale do Rhône é incontestavelmente a terra predileta da casta Viognier. As uvas do vinho "Les Lézardes" vêm de Sainte-Agathe, do lado da grande terra Condrieu. 8% da fermentação é feita em barrica de carvalho para conferir uma maior complexidade a este vinho jovem.

Descrição 2
O Domaine René Rostaing é uma referencia do Vale do Rhône. Ele construiu a sua fama pela qualidade dos seus Côte Rotie, extremamente elegantes e pouco marcados por barrica nova.

René possui um vinhedo excepcional que ele adquiriu ao longo dos anos. Com alguns hectares de vinhas de mais de 100 anos nos terroirs de La Landonne e Côte Blonde e um trabalho mais natural possível, os vinhos dele ressaltam pureza e delicadeza.

DADOS BÁSICOS
IGP: Collines Rhodaniennes
Safra: 2016
Casta: Viognier
Teor alcoólico: 14%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Amarelo-palha.
Nariz: Agradável buquê de frutas amarelas frescas (damasco, pêssego) e de amêndoas torradas.
Boca: Ampla e redonda, com acidez media e final mineral refrescante.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12°
Harmonização: Atum selado com gergelim, pratos asiáticos com molho agridoce, lagosta, carnes brancas, queijos meia cura.
Tempo de guarda: Até 2020.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 87
Jancis Robinson 15

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 87
The medium-bodied, facile 2016 IGP Collines Rhodaniennes Les Lezardes Viognier comes from vineyards just outside the appellations of Condrieu and Côte-Rôtie. It offers modest flavors of toasted almond, fresh apricots and a dry, spicy finish.

  • RP 87
  • JR 15
  • 1  |  R$ 390,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 390,00 Garrafa(s)

R$ 390,00

Descrigco 1
Exuberante expressão da qualidade do vinho branco desta denominação.
Descrigco 2
Coralie Goumarre se recusa a seguir regras rígidas e cria um Châteauneuf branco elegante e com muita personalidade.

DADOS BÁSICOS
AOC: Châteauneuf-du-Pape
Safra: 2016
Castas: Grenache Blanc, Clairette, Bourboulenc e Roussane
Cultura orgânica
Teor alcóolico: 14,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Ouro claro.
Nariz: Elegante, forte mineralidade com frutas e flores brancas.
Boca: Fresco, fino e complexo. Boa persistência e grande final.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12° a 14°
Harmonização: Peixes e carnes brancas. Queijos de cabra. Excelente também como aperitivo.
Tempo de guarda: até 2025.

Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 470,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 470,00 Garrafa(s)

R$ 470,00

Descrição 1
Apetecendo em qualquer época do ano, o Manzanilla se converteu em um vinho indispensável para petiscar e brindar à vida.

Descrição 2
O boom da indústria vitivinícola em Jerez de la Frontera atraiu comerciantes do mundo inteiro no fim do século XVIII mas foi um espanhol, Juan Sánchez de la Torre, que estabeleceu as bases da empresa Sánchez Romate Hermanos em 1781. É uma das poucas vinícolas da região que segue, até hoje, propriedade de jerezanos. Com o tempo, a bodega cresceu e se adaptou aos sucessivos avances técnicos, sempre mantendo o respeito a tradição elaborada.
Eles cresceram independentes, e acumulando grandes reconhecimentos que atestam da integridade e seriedade da companhia: em 1909, por exemplo, foi nomeada provador da Câmara dos Lordes do Reino Unido; um pouco depois, alcançou o título de provador do Sagrado Palácio Apostólico do Vaticano.

Hoje, os vinhos e brandies de Sánchez Romate mantém a sua vocação internacional, com uma firme vontade de expansão para os cinco continentes.
A produção de Sánchez Romate é meticulosas ao extremo, aproveitando todo o que a naturaleza tem de oferecer, desde a terra branca de albariza, a luz e o ar da Andaluzia  ocidental, as variedades palomino, airén e pedro ximénez, e um microclima de caráter único.
Todas as etapas de elaboração respeitam as tradições: o envelhecimento em nobres barricas de carvalho americano, a destilação dos brandies em alambiques de cobre e o característico sistema de soleiras e criadeiras.
Esta elaboração original convive com um constante esforço de modernização. Desde o vinhedo, e até o engarrafamento, a vinícola assume um compromisso com a excelência do produto e do serviço, assegurando propriedades organolépticas perfeitas, e mantendo a proximidade com os clientes. Com estes valores, Sánchez Romate adquiriu a fidelidade de várias gerações de consumidores.

O município de Sanlúcar é caracterizado pela terra, o porto, o mar, o sal, o vento, os vinhedos e, além de tudo... o Manzanilla. Viva La Pepa é o fiel reflexo de tantos fatores deliciosos reunidos.

DADOS BÁSICOS
DO: Jerez
Tipo: Manzanilla - Generoso
Castas: Palomino Fino
Tempo de maturação: +3 anos de soleira
Teor alcoólico: 15%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo-limão muito pálido e brilhante.
Nariz: penetrante e delicado, salino, destacando notas florais de camomila, de frutos secos (amêndoa) e aromas de padaria.
Boca: seco, fresco e delicado, ligeiro y suave. Acidez leve que produz uma sensação de frescor e final persistente, com um toque amargo.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 7º.
Harmonização: aperitivos, queijos, presunto ibérico, mariscos, frutos secos, azeitonas.
Tempo de guarda: 1 ano.

PREMIAÇÕES
Wine Spectator 89

Avaliações dos Especialistas
Wine Spectator 89
A petrol note adds to the briny aroma in this lively, dry manzanilla. The brisk, bone-dry finish cries out for olives or almonds. Drink now.


  • WS 89
  • 1  |  R$ 122,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 122,00 Garrafa(s)

R$ 122,00

Descrição 1
O nome Fino Perdido se refere ao fato que este fino seja mais escuro e rico que o normal devido a uma maturação mais longa em barris de Sherry.

Descrição 2
O boom da indústria vitivinícola em Jerez de la Frontera atraiu comerciantes do mundo inteiro no fim do século XVIII mas foi um espanhol, Juan Sánchez de la Torre, que estabeleceu as bases da empresa Sánchez Romate Hermanos em 1781. É uma das poucas vinícolas da região que segue, até hoje, propriedade de jerezanos. Com o tempo, a bodega cresceu e se adaptou aos sucessivos avances técnicos, sempre mantendo o respeito a tradição elaborada.
Eles cresceram independentes, e acumulando grandes reconhecimentos que atestam da integridade e seriedade da companhia: em 1909, por exemplo, foi nomeada provador da Câmara dos Lordes do Reino Unido; um pouco depois, alcançou o título de provador do Sagrado Palácio Apostólico do Vaticano.

Hoje, os vinhos e brandies de Sánchez Romate mantém a sua vocação internacional, com uma firme vontade de expansão para os cinco continentes.
A produção de Sánchez Romate é meticulosas ao extremo, aproveitando todo o que a naturaleza tem de oferecer, desde a terra branca de albariza, a luz e o ar da Andaluzia  ocidental, as variedades palomino, airén e pedro ximénez, e um microclima de caráter único.
Todas as etapas de elaboração respeitam as tradições: o envelhecimento em nobres barricas de carvalho americano, a destilação dos brandies em alambiques de cobre e o característico sistema de soleras e criadeiras.
Esta elaboração original convive com um constante esforço de modernização. Desde o vinhedo, e até o engarrafamento, a vinícola assume um compromisso com a excelência do produto e do serviço, assegurando propriedades organolépticas perfeitas, e mantendo a proximidade com os clientes. Com estes valores, Sánchez Romate adquiriu a fidelidade de várias gerações de consumidores.

Cada barril de Fino é único: fermenta e matura com uma flor diferente dependendo da umidade, temperatura e ar circulando na vinícola. Os melhores 15 barris de Fino do produtor foram escolhidos para a engarrafar este Fino Perdido, que maturou 8 anos com véu de flor. Vinho de grande complexidade, é uma edição limitada.

DADOS BÁSICOS
DO: Jerez
Tipo: Fino Perdido - Generoso
Castas: Palomino Fino
Tempo de maturação: 8 anos de solera
Teor alcoólico: 15%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: dourado.
Nariz: intenso e complexo, com as tradicionais notas salinas. Amêndoas defumadas, aromas elegantes e frescos de cítricas, frutos secos, de mel e de tostado.
Boca: muito elegante, expansão lenta da acidez, profundo, generoso. Um vinho raro, que convida para momentos de calma e reflexão.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 7º.
Harmonização: extremamente versátil e companheiro de todos os momentos. Maravilhoso com peixes e frutos do mar.
Tempo de guarda: 2 anos.

PREMIAÇÕES

Robert Parker 92
Jancis Robinson 16,5

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 92
This is a new bottling of the NV Fino Perdido 1/15 from Sánchez Romate, but unfortunately the bottling, or saca, date is not obvious on the label and it's just a coded lot number (L17094, I guess day number 94 of 2017). This is in line with my last tasting, during which the oak had virtually disappeared and the wine was gaining old Fino character. 6,000 bottles produced.

Jancis Robinson 16,5
Bottled on the 94th day of 2017 and labelled 1/15, ie one of 15 barrels. The wines are around eight years old and it borders on an Amontillado Fino. Effectively an en rama though not labelled as such. Pale gold and with an aroma that invades the room even just after it has been poured. Intense aroma that is both bready/yeasty and suffused with hay and dried grasses but also a saline quality that tells you we are in Jerez. Bone dry but with so much flavour it has almost a touch of caramel on the palate, and still all that yeasty, salty intensity. It is more full-flavoured than elegant but VVGV. An underpriced wonder with impressive persistence and chock full of character. Mouth-watering even though the acidity is typically modest. (JH)

  • RP 92
  • JR 16,5
  • 1  |  R$ 157,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 157,00 Garrafa(s)

R$ 157,00

Descrição 1
Sua cor escura guarda aromas embriagadores. Um grande vinho de sedução.
Descrição 2
O boom da indústria vitivinícola em Jerez de la Frontera atraiu comerciantes do mundo inteiro no fim do século XVIII mas foi um espanhol, Juan Sánchez de la Torre, que estabeleceu as bases da empresa Sánchez Romate Hermanos em 1781. É uma das poucas vinícolas da região que segue, até hoje, propriedade de jerezanos. Com o tempo, a bodega cresceu e se adaptou aos sucessivos avances técnicos, sempre mantendo o respeito a tradição elaborada.
Eles cresceram independentes, e acumulando grandes reconhecimentos que atestam da integridade e seriedade da companhia: em 1909, por exemplo, foi nomeada provador da Câmara dos Lordes do Reino Unido; um pouco depois, alcançou o título de provador do Sagrado Palácio Apostólico do Vaticano.

Hoje, os vinhos e brandies de Sánchez Romate mantém a sua vocação internacional, com uma firme vontade de expansão para os cinco continentes.
A produção de Sánchez Romate é meticulosas ao extremo, aproveitando todo o que a naturaleza tem de oferecer, desde a terra branca de albariza, a luz e o ar da Andaluzia  ocidental, as variedades palomino, airén e pedro ximénez, e um microclima de caráter único.
Todas as etapas de elaboração respeitam as tradições: o envelhecimento em nobres barricas de carvalho americano, a destilação dos brandies em alambiques de cobre e o característico sistema de soleras e criadeiras.
Esta elaboração original convive com um constante esforço de modernização. Desde o vinhedo, e até o engarrafamento, a vinícola assume um compromisso com a excelência do produto e do serviço, assegurando propriedades organolépticas perfeitas, e mantendo a proximidade com os clientes. Com estes valores, Sánchez Romate adquiriu a fidelidade de várias gerações de consumidores.

Esse Oloroso é uma Reserva Especial de Sánchez Romate, com 18 anos de solera. Uma joia linda no mundo de Jerez.

DADOS BÁSICOS
DO: Jerez
Tipo: Oloroso - Generoso
Castas: Palomino Fino
Tempo de maturação: 18 anos de solera
Teor alcoólico: 18%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: caoba escuro.
Nariz: complexidade incrível, com amendoa tostada, noz, café en grão, azeitona, couro.
Boca: seco, muito corpo mas redondo, ameixa seca e frutas compotadas, nozes, excelente mineralidade e acidez.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12º.
Harmonização: extremamente versátil e companheiro de todos os momentos. Maravilhoso com peixes e frutos do mar.
Tempo de guarda: 3 anos.

PREMIAÇÕES

Wine Spectator 88
Jancis Robinson 16
Wine Enthusiast 93

Avaliações dos Especialistas
Wine Spectator 88
A focused, dry style, brimming with molasses, tobacco and iodine notes. It's even a bit austere, so enjoy with tapas or cheese. Drink now. 1,750 cases made.

Jancis Robinson 16
Tangy, saline and full but not overweight. Dry, modest finish. (RH)

Wine Enthusiast 93
Nutty and intense, like peanut brittle reduced to liquid form—but with less than half the corn syrup. It delivers beautiful texture and intensity; it's almost fruity, but then mushroom, almond and macadamia nut take over. With perfect weight and a finish that doesn't quit, this is a great dry Sherry. Imported by Shaw-Ross International Importers.

  • WS 88
  • JR 16
  • WE 93

R$ 208,00 /gf

X

Adicionar ao carrinho

  • Garrafa(s)

R$ 208,00

Descrição 1
Um admirável Palo Cortado: parcialmente maturado com véu de Flor, parcialmente sem, ele tem o estilo rico de Oloroso, combinado com o frescor de Fino.

Descrição 2
O boom da indústria vitivinícola em Jerez de la Frontera atraiu comerciantes do mundo inteiro no fim do século XVIII mas foi um espanhol, Juan Sánchez de la Torre, que estabeleceu as bases da empresa Sánchez Romate Hermanos em 1781. É uma das poucas vinícolas da região que segue, até hoje, propriedade de jerezanos. Com o tempo, a bodega cresceu e se adaptou aos sucessivos avances técnicos, sempre mantendo o respeito a tradição elaborada.
Eles cresceram independentes, e acumulando grandes reconhecimentos que atestam da integridade e seriedade da companhia: em 1909, por exemplo, foi nomeada provador da Câmara dos Lordes do Reino Unido; um pouco depois, alcançou o título de provador do Sagrado Palácio Apostólico do Vaticano.

Hoje, os vinhos e brandies de Sánchez Romate mantém a sua vocação internacional, com uma firme vontade de expansão para os cinco continentes.
A produção de Sánchez Romate é meticulosas ao extremo, aproveitando todo o que a naturaleza tem de oferecer, desde a terra branca de albariza, a luz e o ar da Andaluzia  ocidental, as variedades palomino, airén e pedro ximénez, e um microclima de caráter único.
Todas as etapas de elaboração respeitam as tradições: o envelhecimento em nobres barricas de carvalho americano, a destilação dos brandies em alambiques de cobre e o característico sistema de soleras e criadeiras.
Esta elaboração original convive com um constante esforço de modernização. Desde o vinhedo, e até o engarrafamento, a vinícola assume um compromisso com a excelência do produto e do serviço, assegurando propriedades organolépticas perfeitas, e mantendo a proximidade com os clientes. Com estes valores, Sánchez Romate adquiriu a fidelidade de várias gerações de consumidores.

O Palo Cortado é um estilo de Sherry bem particular. Começa a maturação com o tradicional véu de Flor, sendo destinado a ser engarrafado como Fino ou Amontillado. Mas durante o processo de maturação, a Flor pode desaparecer e o Sherry começar a oxidar: o vinho continua com o estilo seco e salino dos Finos mas a complexidade riqueza do Oloroso. Assim nasce o Palo Cortado.

DADOS BÁSICOS
DO: Jerez
Tipo: Palo Cortado - Generoso
Castas: Palomino Fino
Tempo de maturação: +15 anos de solera
Teor alcoólico: 20%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: âmbar profundo com reflexos dourados.
Nariz: atrativo com aromas típicos de madeira, amêndoas e nozes, algo de marzipã.
Boca: seco, uma picante suavidade. Encontramos as mesmas características que no nariz, de amêndoas tostadas e frutos secos, uma leve adstringência vindo da madeira. Um Palo cortado clássico e classudo!

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12º.
Harmonização: queijos intensos, frutas secas, guisados e carnes de caça em geral.
Tempo de guarda: 3 anos.

PREMIAÇÕES

Wine Spectator 89
Jancis Robinson 16

Avaliações dos Especialistas
Wine Spectator 89
There's a richness here offsetting the firm structure, but the iodine and roasted walnut notes shine on the finish. Caramel, burnt molasses and tobacco round out the flavor spectrum. Drink now. 1,750 cases made.

Jancis Robinson 16
8-20 years old. RS < 2.5 g/l. Colour of walnut skin. Very distinct aroma, almost a little burnt as if caramelised oranges have caught on the bottom of the pan. Savoury, a little bitter but with a savoury smoky intensity on the palate. A bit hard on the finish. (JH)

  • WS 89
  • JR 16
  • 1  |  R$ 314,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 314,00 Garrafa(s)

R$ 314,00