Destaques

Haut-Médoc, Grand Cru Classé
Descrição 1
Este é um dos grandes rótulos classificados em 1855 como Grand Cru Classé, na França. Sim, Château La Tour Carnet é, sem dúvida, um vinho excepcional. Além de séculos de história este exemplar nos oferece sensações maravilhosas traduzidas em nuances de canela, amêndoas, amoras e framboesas maduras, grafite e rosas. À boca se mostra fino, harmônico, com taninos redondos e delicioso frescor. Um tinto pronto para ser desfrutado mas capaz de envelhecer com louvor pelos próximos 10 anos.
Descrição 2
Aclamados no mundo, os vinhos franceses são inegavelmente incomparáveis não so pela qualidade, mas também por suas histórias. Château La Tour Carnet é um dos produtores mais antigos de Bordeaux e parte fundamental na trajetória vitivinícola de Médoc. Sua origem data à Idade Média quando ainda era chamado de Château Saint-Laurent. No século 12 serviu de fortaleza à Jean de Foix quando Bordeaux estava sob o domínio inglês. Derrotado, a propriedade voltou ao poder francês e teve, ao longo dos anos, muitos proprietários.
Atualmente pertence a Bernad Magrez – dono de outras notáveis vinícolas como: Pape Clément em Pessac-Léognan e Fombrauge em Saint Émilion um entusiasta do vinho, estudioso incansável e focado na produção de vinhos finos desde 1960. Quando o assunto é vinho francês, o nome Bernad Magrez é sinônimo de respeito e excelência.

DADOS BÁSICOS
AOC: Haut-Médoc
Safra: 2012
Castas: Merlot, Cabernet Sauvignon, Petit Verdot e Cabernet franc
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi.
Nariz: aroma abundante que remete a canela, amêndoas, amoras e framboesas maduras, grafite e rosas.
Boca: fino, harmônico, com taninos redondos e delicioso frescor.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 18°
Harmonização: pato confitado, massa recheada com cogumelos, Chateaubriand de mignon com foie gras, bife de chorizo com arroz, bife de tira com cebolas assadas.
Tempo de guarda: 10 anos.

PONTUAÇÃO

Robert Parker 90
Vinous 90
James Suckling 90
Jancis Robinson 15,5
Wine Enthusiast 93

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 90
Part of the empire of Bernard Magrez, this blend of 61% Merlot, 35% Cabernet Sauvignon and the rest Petit Verdot and Cabernet Franc is a sleeper of the vintage in 2012. Its excellent dense ruby/purple color, sweet cassis, black cherry fruit, supple tannins, medium to full body and attractive, long finish make for an impressive wine that should drink nicely for 10-15 years. It’s already accessible. This is another wine that performed dramatically better from the bottle than from barrel tastings.

Vinous 90
The 2012 La Tour Carnet is gorgeous. Dark red stone fruits, flowers and sweet spices are some of the notes that inform this soft, pliant wine. I expect the 2012 will develop a further range of exotic aromas and flavors as it develops in bottle. This is another overachieving wine from Bernard Magrez and Michel Rolland. Drink it over the next decade. -- Antonio Galloni

James Suckling 90
A soft and silky wine with currant, spice and earth character. Medium to full body, fine tannins and a fresh finish. Very pretty. Drink or hold.

Jancis Robinson 15,5
Meaty, and dark plums, expressive already. Bright, fresh and harmonious. (JH)

Wine Enthusiast 93
Barrel sample. Wood and mint aromas yield a wine that is darkly tannic, with a distinct black-coffee flavor. It's a powerful, concentrated wine with fruit hiding behind the dense structure.

  • RP 90
  • VN 90
  • JS 90
  • JR 15,5
  • WE 93
  • 1  |  R$ 525,00 /gf
  • 6  |  R$ 525,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 525,00 Garrafa(s)

  • R$ 525,00 Garrafa(s)

R$ 525,00

Descrigco 1
Este rosé é um sucesso. 100% Garnacha, os aromas lembram uma cestinha de frutas suculentas. A vivacidade e o frescor na boca fazem dele a opção perfeita para os dias mais quentes.
Descrigco 2
Sarah Selections é uma empresa criada por Sarah Martinez-Lagos e Leon Florez em 2013. Eles conseguiram unir vários produtores de toda a Espanha que têm o objetivo de trabalhar de mãos dadas com o maior respeito pelo terroir deles.

As vinícolas familiares do grupo são extremamente bem reputadas nas respetivas regiões delas:

• Bodegas Tierra Agricola Labastida DOCa RIOJA ALAVESA
• Bodegas Itsasmendi DO TXAKOLI
• Bodegas Marques de Vizhoja DO RIAS BAIXAS
• Bodegas Latido de Sara DO NAVARRA
• Cartoixa de Montsalvat DOQ PRIORAT
• Bodegas Vinos Valtuille DO BIERZO

DADOS BÁSICOS

DOC: Navarra
Safra: 2016
Casta: Garnacha
Teor alcoólico: 13,5 %
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Cor-de-rosa vivo.
Nariz: Um rosé sedutor com belos aromas de maçã vermelha e de melancia.
Boca: Muito fresco e frutado, toque de cerejas com bela vivacidade.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 08º a 11º
Harmonização: Aperitivo, salmão grelhado, petiscos.
Tempo de guarda: 3 anos.

PREMIAÇÕES
James Suckling 88

Avaliações dos Especialistas
James Suckling 88
Bright, wild cherries and gently leafy aromas. A smooth, supple and even palate. Drink now.

  • JS 88
  • 1  |  R$ 75,00 /gf
  • 6  |  R$ 75,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 75,00 Garrafa(s)

  • R$ 75,00 Garrafa(s)

R$ 75,00

Descrição 1
As uvas perfeitamente maduras permitiram obter um vinho muito prazeroso, com uma boca redonda e um sabor marcado pelas frutas pretas. Deixa uma sensação muito fresca por um equilíbrio perfeito.
Descrição 2
O Philippe Modat já nasceu apaixonado pelo mundo dos vinhos e pelo vinhedo familiar no Roussillon. Foi uma evidencia para ele então, quando o pai dele sugeriu voltar à cuidar das vinhas abandonadas e começar a produzir o próprio vinho. Para eles, fazer vinho é transmitir emoção aos outros, é compartilhar momentos únicos da vida. É sinônimo de belos encontros.

DADOS BÁSICOS
AOP: Côtes-Du-Roussillon
Safra: 2015
Castas: 1/3 Carignan, 1/3 Grenache noir, 1/3 Syrah
Cultura orgânica / Biodinâmica
Teor alcoólico: 14%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi.
Nariz: marcado pelas frutas pretas, toque de pimenta-do-reino.
Boca: acidez deliciosa, redondo e frutado.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 15° - 16°
Harmonização: aperitivo, carne grelhada, tábua de frios.
Tempo de guarda: 4 anos.

PREMIAÇÕES
Jancis Robinson 17
Robert Parker 88
Gibert&Gaillard 86

Avaliações dos Especialistas
Jancis Robinson 17
Carignan, Grenache, Syrah in equal parts. On gneiss, 400 m above sea level. Organic since 2007, certified since 2014. Biodynamic (uncertified) since 2012. Throat-warming, creamy, coffee-laced red fruit, rich and sinuous with such glorious tangy acidity that it made me think of madeira. The magic of Roussillon!

Robert Parker 88
Brought up all in stainless steel and a blend of equal parts Grenache, Carignan and Syrah, the 2015 Cotes du Roussillon Villages Caramany le Petit Modat Amour offers a juicy, peppery, earthy and darker fruit-driven style as well as a medium-bodied, fresh, clean and crisp style on the palate. It's a forward, yet balanced red to drink over the coming 5-6 years. (TC)

Gilbert&Gaillard 86
Fairly deep colour tinged with crimson. Endearing nose where red and black fruit aromas are augmented by a spice and faint vegetal dimension. Round, polished palate showing more of the same Mediterranean aromatics. Perfumed and likeable.

  • JR 17
  • RP 88
  • G&G 86
  • 1  |  R$ 185,00 /gf
  • 6  |  R$ 185,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 185,00 Garrafa(s)

  • R$ 185,00 Garrafa(s)

R$ 185,00

Lançamentos

Descrição 1
Este Chianti Gran Selezione é produzido com as uvas da área de Panzano, uma aldeia que goza de excelente reputação pela qualidade da sua Sangiovese. A altitude moderada (300-400 metros), a excepcional exposição ao sol e uma terra rica em rochas de Galestro e Alberese participam à produção de uvas de grande qualidade. O vinho que resulta é intenso e complexo, com muita finesse.
Descrição 2
Castelli del Grevepesa é uma empresa formada por produtores locais que seguem à risca as regras de Chianti e têm um objetivo em comum: preservar a secular tradição toscana dando vida a vinhos sinceros e de alta qualidade. Atualmente, Castelli del Grevepesa conta com 150 cooperados – muitos deles estão desde 1965, ano de fundação da casa.

As vinhas são cultivadas em diferentes vinhedos e cuidadas por um agrônomo chefe que, cuidadosamente, ao longo do ano, monitora o estado das plantas. Além disso, todo o processo de produção - do vinhedo à seleção de grãos na cantina- é supervisionado por Ugo Pagliai, enólogo da vinícola. Este cuidado é de suma importância para garantir a qualidade e o Catelli del Gravepesa pode se orgulhar deste feito, pois produzem vinhos verdadeiros de tirar o fôlego.

DADOS BÁSICOS
DOCG: Chianti Classico
Safra: 2012
Casta: Sangiovese
Teor alcoólico: 14%
Tamanho da Garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Rubi intenso.
Nariz: Notas de cereja madura e violeta, leve toque de especiarias e couro.
Boca: Boa acidez, taninos densos, bela complexidade, notas que lembram alcaçuz, tabaco e pimenta-do-reino.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16 º a 18 º
Passar no decanter 1 hora antes de servir.
Harmonização: Carne de boi suculenta, entrevero, queijos maduros, osso bucco.
Tempo de guarda: Até 2025.

PREMIAÇÕES
Wine Enthusiast 92

Avaliações dos Especialistas
Wine Enthusiast 92
Made entirely with Sangiovese, this linear red opens with inviting aromas of pressed violet, iris, dark-skinned berry and a whiff of cake spice. The taut elegant palate offers succulent wild cherry, cranberry, white pepper and chopped herb set against firm refined tannins and fresh acidity. Drink 2018–2023.

  • WE 92
  • 1  |  R$ 292,00 /gf
  • 6  |  R$ 292,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 292,00 Garrafa(s)

  • R$ 292,00 Garrafa(s)

R$ 292,00

Descrição 1
Um vinho expressivo. Frescor e pureza!

Descrição 2
O Domaine Rijckaert foi criado em 1998 por Jean Rijckaert, um belga apaixonado pela vitivinicultura, instalado na Borgonha desde 1990.
Hoje em dia, além de 4 hectares no sul da Borgonha, o Domaine Rijckaert cultiva 5,5 hectares de vinhedos no Jura, onde Jean apaixonou-se pelos distintos terroirs locais.

Assim, são duas caves: uma em Davayé (sul da Borgonha, perto de Mâcon) e uma em Les Planches, perto de Arbois, no Jura. A Maison Rijckaert também compra uvas de diversas áreas da Borgonha, vinificadas com a mesma precisão e o mesmo savoir-faire que as suas próprias vinhas.

Desde 2013, Jean decidiu passar gradualmente a tocha de sua paixão para Florent Rouve e transmitir o savoir-faire que fez a reputação de seus vinhos: rendimento restrito, colheita manual, prensas lentas e moderadas, leveduras indígenas, envelhecimento do vinho longo e... alguns segredos preciosos!
Uma vinificação cuidadosa e natural, que visa expressar a tipicidade da uva e a especificidade do terroir de onde vem.

As uvas do vinho En Paradis provêm de um vinhedo plantado numa encosta íngreme, na parte sul de Arbois, com orientação oeste, que se beneficia de um clima fresco, que confere grande acidez e mineralidade aos vinhos.
Foi fermentado e maturado em barricas usadas de carvalho, sem bâtonnage e com ouillage frequente para evitar o caráter oxidativo, comum a muitos vinhos do Jura. As fermentações naturais e progressivas permitem obter uma estrutura e uma complexidade memoráveis.

"Os vinhos que produzimos são símbolo de prazer e leveza, elegantes, puros, nós gostamos deles refrescantes e joviais. Uma primeira taça leva a desejar uma segunda; a primeira garrafa convida a abrir a segunda...". Domaine Rijckaert

DADOS BÁSICOS
AOP: Arbois
Safra: 2016
Castas: Chardonnay
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo pálido.
Nariz: expressivo, com flor branca, avelã, toque cítrico vibrante.
Boca: belo equilíbrio entre a redondeza do chardonnay, e a mineralidade e tensão devidas ao terroir.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 11°.
Harmonização: carne branca e frutos do mar com molho de manteiga, queijos curados, como o Comté.
Tempo de guarda: até 2025.
Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 245,00 /gf
  • 6  |  R$ 245,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 245,00 Garrafa(s)

  • R$ 245,00 Garrafa(s)

R$ 245,00

Descrição 1
A uva Jaen mostra aqui uma face pouco comum, num vinho concentrado, com notas de frutas compotadas, vegetais e especiarias. A frescura da uva está bem patente, o conjunto é complexo e personalizado.
Descrição 2
A Quinta de Lemos é um projeto de Pierre de Lemos, cuja família possui um grupo têxtil (Celso de Lemos), e que decidiu investir na produção de vinhos de alta qualidade. Para tanto, não poupou esforços e trouxe para a equipe o renomado enólogo Hugo Chaves, e juntos produzem vinhos elegantes e que exprimem maravilhosamente o “terroir” do Dão.

Localizada em Silgueiros, Dão, a vinícola tem arquitetura moderna e possui 25 hectares de vinhedos contudo. Apesar da grande área Chaves vinifica apenas 100 mil garrafas por ano, as quais são distribuídas mundo a fora. Aqui, videiras e oliveiras dividem espaço com colmeias promovendo o equilíbrio do ecossistema. O solo granítico e arenoso é abraçado por montanhas protegendo os vinhedos do severo clima continental e da umidade. As uvas são colhidas manualmente e selecionadas ainda no vinhedo garantindo a qualidade máxima dos vinhos.

DADOS BÁSICOS
Região: Dão
Safra: 2007
Casta: Jaen
Teor alcoólico: 14,5%
Amadurecimento: 15 meses em carvalho francês
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: granada intenso.
Nariz: notas elegantes de fruta vermelha, cerejas e morangos, bem conjugadas com a madeira que lhe acrescenta um toque de especiaria.
Boca: fresco, afinado e de profundo sabor. Um vinho moderno, versátil, com taninos de grande delicadeza.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16°
Harmonização: Strogonoff, garoupa assada com presunto e ervas.

PONTUAÇÃO
Robert Parker 89
Wine Enthusiast 92
Revista de Vinhos 16,5
International Wine Challenge 2014: Medalha de Bronze

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 89
The 2007 JAEN is, of course, all Jaen. As with the Alfrocheiro this issue, it is a grape that is typically found in this region that usually fills out some blends. Other producers make a monovarietal from it, but this is a pretty nice effort from relatively young vines. Deep, full bodied and with a lot of power, this does have a bit of an oak overlay, but the acidity and fine fruit flavor cut through it well. The real question with this wine is its astringency. It gets rather more powerful with aeration, although it never destroys the wine. Like a lot of the winery’s efforts, it is not entirely clear if the balance will ever be perfect, but it certainly seems like it could use another few years in the cellar. This runs around 16 euros in Portugal. This is a very nice effort for this monovarietal, with a bright, juicy finish.

Wine Enthusiast 92
Known in Spain as Mencia and found in Galicia, here in Portugal it forms a part of the mix in the mountainous Dão. It is red fruit flavors that are sustained by tannins. Despite its nine years of age, it is still firmly structured, still packed with fine fruit. It is only just now ready to drink.

Revista de Vinhos 16,5
A mal amada Jaen mostra aqui uma face pouco comum, num vinho concentrado, com notas de frutos pretos, vegetais e especiarias. A frescura da uva está bem patente, o conjunto é complexo e personalizado.

  • RP 89
  • WE 92
  • 1  |  R$ 260,00 /gf
  • 6  |  R$ 260,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 260,00 Garrafa(s)

  • R$ 260,00 Garrafa(s)

R$ 260,00

Descrição 1
Este Touriga Nacional é o melhor exemplo que podemos ter quando tradição e modernidade se fundem. Esta uva, que em outras regiões de Portugal produz em geral vinhos muito potentes, encontra na região do Dão e no talento da equipe da Quinta de Lemos as condições ideais para mostrar o seu lado mais nobre e elegante. Seu aroma é marcado por frutas bem maduras, flores, canela, ervas de cozinha e o sabor memorável que nos surpreende pelo vigor, elegância, taninos macios e pelo seu frescor.
Descrição 2
A Quinta de Lemos é um projeto de Pierre de Lemos, cuja família possui um grupo têxtil (Celso de Lemos), e que decidiu investir na produção de vinhos de alta qualidade. Para tanto, não poupou esforços e trouxe para a equipe o renomado enólogo Hugo Chaves, e juntos produzem vinhos elegantes e que exprimem maravilhosamente o “terroir” do Dão.

Localizada em Silgueiros, Dão, a vinícola tem arquitetura moderna e possui 25 hectares de vinhedos contudo. Apesar da grande área Chaves vinifica apenas 100 mil garrafas por ano, as quais são distribuídas mundo a fora. Aqui, videiras e oliveiras dividem espaço com colmeias promovendo o equilíbrio do ecossistema. O solo granítico e arenoso é abraçado por montanhas protegendo os vinhedos do severo clima continental e da umidade. As uvas são colhidas manualmente e selecionadas ainda no vinhedo garantindo a qualidade máxima dos vinhos.

DADOS BÁSICOS
Região: Dão
Safra: 2007
Teor alcoólico: 14,5%
Amadurecimento: 18 meses em carvalho francês
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: granada intenso.
Nariz: frutas negras maduras, cedro, canela, flores e ervas de cozinha.
Boca: encorpado, fresco, com taninos sedosos e longo final.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16°
Harmonização: Excelente com carnes mais suculentas e pratos à base de molhos substanciosos. Leitão, ragu de cordeiro, codorna recheada e queijos duros casarão perfeitamente com este tinto. Este vinho também acompanhará bem pratos de bacalhau e de salmão.

PONTUAÇÃO
Robert Parker 92
Revista dos Vinhos 17
Decanter World Wine Award 2014: Medalha de Bronze
International Wine Challenge 2013: Medelha de Bronze
Concurso Mundial de Bruxelas 2010: Medalha de Ouro

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 92
The 2007 Touriga Nacional is revisited here for a checkup, and boy, is it coming along nicely. Full in the mouth, the fruit is beautifully expressive now. If it lacks the focused intensity of the 2008, also reviewed this issue, it is bursting with flavor, more harmonious and simply delicious. Sexy and lush, it is no slouch in the structure department either. This shows every sign of developing well and continually over the next decade or so.

Revista dos Vinhos 17
Completo, compacto, com morangos, violetas, suave, discreto, com boa complexidade. Na boca está polido, texturado, com boa frescura, equilibrado entre a cremosidade e a rugosidade, com final longo e saboroso com ligeiras nuances amargas.

  • RP 92
  • 1  |  R$ 285,00 /gf
  • 6  |  R$ 285,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 285,00 Garrafa(s)

  • R$ 285,00 Garrafa(s)

R$ 285,00

Descrição 1
100% Fiano, uma das uvas mais prestigiadas do sul da Itália, o vinho Sophia desenvolve aromas bem típicos e expressivos desta casta tão pouco conhecida por aqui: muito fresco e mineral, realçado por belo toque floral e de frutas de verão.
Descrição 2
A vinícola Basilisco foi fundada na década de 90, visando a mais alta qualidade, nos vinhedos e na adega. Tornou-se em alguns anos uma joia no panorama dos vinhos do Sul.
Está localizada em Basilicata, sul da Itália - no “solado da bota”- entre Puglia, Campanha e Calábria. O grande destaque da região é a DOC Aglianico del Vulture, estabelecida na encosta do Monte Vulture – um vulcão extinto, responsável por desenhar a região e pela composição do solo.

A propriedade se beneficia da herança deixada pelo vulcão. Além do distinto terroir, possui 8 cavernas seculares escavadas em meio a lava petrificada que, naturalmente, mantém a temperatura e umidade ideais para o amadurecimento do vinho.
E como vinho é história, vale contar que as cavernas de Basilisco - abertas por refugiados albaneses no XV que fugiam à pressão turca – serviram de locação para o filme "El evangelio según Mateo” de Pier Paolo Pasolini, que retratou essas memórias.

Sophia... Um nome feminino para o único vinho branco da Basilisco! Em grego Σοφία significa conhecimento: se acredita que é algo que um homem pode alcançar também graças à encantadora ajuda do vinho.
De cor amarelo palha com reflexos esverdeados, seu perfume delicado lembra flores frescas, rosas e pêssego amarelo. O paladar é jovial, fresco e vivo, com um toque suave de especiarias. A uva Fiano deu um vinho surpreendente e delicioso!

DADOS BÁSICOS
Denominação: Vino Bianco
Safra: 2017
Casta: Fiano
Cultura: orgânica
Teor alcoólico: 12,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: dourado claro com reflexos verdes.
Nariz: muito fresco, floral e de frutas brancas (pêssego, maçã).
Boca: toques minerais, vivo, acidez refrescante.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12º.
Harmonização: aves assadas, macarrão com molho branco, saladas, antepasto, peixes grelhados.
Tempo de guarda: até 2020.

PREMIAÇÕES
James Suckling 91

Avaliações dos Especialistas
James Suckling 91
This is very pretty with freshly cut herbs, preserved lemons and spices. Medium to full body, a textured center palate and a crunchy finish. Drink now.

  • JS 91
  • 1  |  R$ 160,00 /gf
  • 6  |  R$ 160,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 160,00 Garrafa(s)

  • R$ 160,00 Garrafa(s)

R$ 160,00

Descrição 1
Trebbiano, Malvasia del Chianti e Chardonnay: o corte para um branco delicado mas intenso.
Descrição 2
Castelli del Grevepesa é uma empresa formada por produtores locais que seguem à risca as regras de Chianti e têm um objetivo em comum: preservar a secular tradição toscana dando vida a vinhos sinceros e de alta qualidade. Atualmente, Castelli del Grevepesa conta com 150 cooperados – muitos deles estão desde 1965, ano de fundação da casa.

As vinhas são cultivadas em diferentes vinhedos e cuidadas por um agrônomo chefe que, cuidadosamente, ao longo do ano, monitora o estado das plantas. Além disso, todo o processo de produção - do vinhedo à seleção de grãos na cantina- é supervisionado por Ugo Pagliai, enólogo da vinícola. Este cuidado é de suma importância para garantir a qualidade e o Catelli del Gravepesa pode se orgulhar deste feito, pois produzem vinhos verdadeiros de tirar o fôlego.

O Bianco 2017 foi vinificado em tanques de aço e engarrafado precocemente, para conservar os aromas de fruta fresca e vivacidade que fazem todo o seu charme.

DADOS BÁSICOS
IGT: Bianco Toscana
Safra: 2017
Castas: Trebbiano, Malvasia del Chianti, Chardonnay
Teor alcóolico: 12,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo claro.
Nariz: delicado, com aromas intensos de frutas amarelas.
Boca: acidez agradável, com fim de boca levemente cítrico.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°
Harmonização: peixes grelhados, frutos do mar, saladas.
Tempo de guarda: até 2020.

Avaliações dos Especialistas
  • 1  |  R$ 99,00 /gf
  • 6  |  R$ 99,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 99,00 Garrafa(s)

  • R$ 99,00 Garrafa(s)

R$ 99,00

Descrição 1
Um belo tinto para o dia a dia, vivo e perfumado, com notas de cereja madura trazidas pela predominância de Sangiovese.
Descrição 2
Castelli del Grevepesa é uma empresa formada por produtores locais que seguem à risca as regras de Chianti e têm um objetivo em comum: preservar a secular tradição toscana dando vida a vinhos sinceros e de alta qualidade. Atualmente, Castelli del Grevepesa conta com 150 cooperados – muitos deles estão desde 1965, ano de fundação da casa.

As vinhas são cultivadas em diferentes vinhedos e cuidadas por um agrônomo chefe que, cuidadosamente, ao longo do ano, monitora o estado das plantas. Além disso, todo o processo de produção - do vinhedo à seleção de grãos na cantina- é supervisionado por Ugo Pagliai, enólogo da vinícola. Este cuidado é de suma importância para garantir a qualidade e o Catelli del Gravepesa pode se orgulhar deste feito, pois produzem vinhos verdadeiros de tirar o fôlego.

O Rosso 2017 foi vinificado em tanques de aço e engarrafado precocemente, para conservar os aromas de fruta suculenta que o caracterizam.

DADOS BÁSICOS
IGT: Rosso Toscana
Safra: 2017
Castas: 90% Sangiovese, 10% Merlot e Canaiolo
Teor alcóolico: 13%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi vivo.
Nariz: muita fruta vermelha, notas de cereja.
Boca: equilibrado, fruta suculenta, persistência agradável.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 18°
Harmonização: antepasto (crostini, bruschettas e frios italianos), massa com molhos leves.
Tempo de guarda: até 2022.

Avaliações dos Especialistas
  • 1  |  R$ 99,00 /gf
  • 6  |  R$ 99,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 99,00 Garrafa(s)

  • R$ 99,00 Garrafa(s)

R$ 99,00

Descrigco 1
Fino, elegante, perfeitamente equilibrado e com uma persistência excepcional, é uma bela introdução ao universo mágico da uva Nebbiolo.
Descrigco 2
Marco Triacca iniciou sua cantina em 2009, em Valgella - Tresenda di Teglio, no coração de uma das principais subzonas de Valtellina, na Lombardia.
Sua aventura de vinificação começou com 1,5 hectares de vinha, inteiramente da variedade Nebbiolo. Atualmente são 3,3 hectares de vinhas à disposição. Além da Nebbiolo, incluem também a Pignola Valtellinese, casta autóctone tinta, utilizada na produção de espumantes.

La Perla opera o primeiro vinhedo em Valtellina a adotar o padrão de plantio de girapoggio (em que todas as videiras em cada fileira estão no mesmo nível e as fileiras se encontram paralelas ao topo da colina), que permite a mecanização parcial de várias fases da produção. Permitiu que La Perla desenvolvesse seu próprio sistema de cultivo que proporciona às folhas de cada planta a máxima exposição ao sol e, consequentemente, uma melhoria na qualidade das uvas.
Esse sistema foi desenvolvido por Domenico, pai de Marco, reconhecido em toda a região como pioneiro, e principal referência na compreensão da região e de sua casta emblemática.

Após desengaço dos cachos e esmagamento das uvas destinadas ao vinho La Mossa, o mosto é resfriado de 5° a 7°. Depois de vários dias nesta temperatura, ele chega à 24° e a fermentação começa aí, em tanque de inox. O vinho envelhece 24 meses em barrica de carvalho neutro de 10 hl e 20 hl, e mais12 meses em garrafa.

DADOS BÁSICOS
DOCG: Valtellina Superiore
Safra: 2012
Casta: Nebbiolo
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi brilhante.
Nariz: fresco e intenso, com frutas do bosque (framboesa), ervas secas e um toque de tabaco.
Boca: os aromas do olfato se reencontram no sabor. Bom corpo, taninos elegantes e finos, com excelente persistência. Um vinho muito harmonico.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16°
Harmonização: massa ao funghi, ossobuco, filé Wellington, queijo tipo Provolone.
Tempo de guarda: Até 2028.

PONTUAÇÃO
Wine Enthusiast 93


Avaliações dos Especialistas
Wine Enthusiast 93
This radiant savory mountain Nebbiolo opens with enticing scents of wild berry, flint, smoke and a whiff of alpine herb. It's elegant and focused, delivering crushed raspberry, Marasca cherry, tobacco and star anise alongside taut refined tannins and bright acidity. It's already tempting but will develop even more complexity over the next several years or more. Drink 2020–2032.

  • WE 93
  • 1  |  R$ 255,00 /gf
  • 6  |  R$ 255,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 255,00 Garrafa(s)

  • R$ 255,00 Garrafa(s)

R$ 255,00

Descrição 1
Para os amantes de Rosé com personalidade! Único e autentico, a Monastrell mostra o seu lado mais elegante.

Descrição 2
Bodegas Pinoso é uma cooperativa fundada em 1932. Hoje, com 650 membros da província de Alicante, dedicados e apaixonados pelos seus vinhedos, é a maior cooperativa da apelação. Desde o fim dos anos 90, as políticas de produção e qualidade estão sendo reformadas aos poucos, colocando a agricultura orgânica no centro da atenção.
A regra de ouro desde o inicio: o respeito das tradições dos produtores aderentes.

A família Vergel é um dos membros de Bodegas Pinoso. Para eles, modernidade, tradição e respeito pela natureza são indissociáveis. O Vergel Rosé, orgânico e vegano, com um frescor e perfil aromático surpreendentes, foi feito com prensagem direta e suave, e vinificado em tanques de aço.

DADOS BÁSICOS
DO: Alicante
Safra: 2017
Castas: Monastrell
Orgânico / Vegano
Teor alcoólico:
13,5%
Tamanho da garrafa:
750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
rosa translucido com reflexos violetas.
Nariz:
aromas expressivos de morango, framboesas e melão.
Boca:
fresco e elegante, fim-de-boca persistente e vivo, com leve toque cítrico.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura:
8°-10°.
Harmonização:
peixe branco em tempero cítrico, camarão sauté ou saladas leves.
Tempo de guarda:
3 anos.

Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 99,00 /gf
  • 6  |  R$ 99,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 99,00 Garrafa(s)

  • R$ 99,00 Garrafa(s)

R$ 99,00

Descrição 1
Com uma fruta persistente e taninos aveludados, esse tinto evoca as nuances mais deliciosas do terroir de Pinoso.

Descrição 2
Bodegas Pinoso é uma cooperativa fundada em 1932. Hoje, com 650 membros da província de Alicante, dedicados e apaixonados pelos seus vinhedos, é a maior cooperativa da apelação. Desde o fim dos anos 90, as políticas de produção e qualidade estão sendo reformadas aos poucos, colocando a agricultura orgânica no centro da atenção.
A regra de ouro desde o inicio: o respeito das tradições dos produtores aderentes.

DADOS BÁSICOS
DO: Alicante
Safra: 2016
Castas: Monastrell
Orgânico / Vegano
Teor alcoólico:
14,5%
Tamanho da garrafa:
750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
rubi com reflexos violáceos
Nariz:
frutas maduras (cereja, ameixa), nota mineral com um toque de especiarias e da baunilha leve.
Boca:
muito equilibrado, quente, realçado por taninos aveludados. Fruta bem presente, que evoca as nuances mais deliciosas do terroir de Pinoso.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura:
16°-18°.
Harmonização:
costeleta de cordeiro, pratos mediterrâneos, queijos curados.
Tempo de guarda:
até 2025.

Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 99,00 /gf
  • 6  |  R$ 99,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 99,00 Garrafa(s)

  • R$ 99,00 Garrafa(s)

R$ 99,00

Descrição 1
A Loureiro deste vinho é cultivada na sub-região Ponte de Lima, com solos graníticos e uma altitude perto do nível do mar. Originou este branco com delicados aromas florais e frescos, característicos desta casta regional.

Descrição 2
A região de Vinho Verde fica na parte Noroeste de Portugal e beneficia da influencia do clima Atlântico.
Márcio Lopes, jovem viticultor, cultiva seus vinhedos da maneira sustentável, sem uso de pesticidas ou herbicidas. Ele optou por uma produção pouco intervencionista, com o objetivo de destacar a pureza dos varietais da região: as fermentações são feitas em pequenos tanques de aço inoxidável, com levedura indígenas, e pouquíssimas filtrações ou colagens.
Os vinhos de Pequenos Rebentos se destacam pelo seu frescor vibrante e pela tipicidade marcada de cada casta.

Segundo Márcio, a safra 2017 foi um desafio para os produtores da região. A maturação das uvas foi muito prematura e a colheita começou 3 semanas antes da data habitual. A concentração das frutas foi excelente mas a qualidade da acidez era mais insegura.
Com um trabalho minucioso no vinhedo e uma vinificação cuidadosa, foi uma safra de sucesso para Pequenos Rebentos: frescor de sempre, vivacidade típica e expressão mineral, tão sedutora dos Vinhos Verdes.

DADOS BÁSICOS
DOC: Vinho Verde
Safra: 2017
Casta: Loureiro
Teor alcoólico: 11,5%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo claro com reflexos verdes.
Nariz: aroma floral com notas citrinas (laranja lima).
Boca: fresco e vibrante, boa acidez.


CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12°.
Harmonização: mariscada, sardinhas grelhadas, bolinho de bacalhau, risoto de frutos do mar.

Tempo de guarda: 5 anos.


PREMIAÇÕES
Robert Parker 86

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 86
The 2017 Loureiro Pequenos Rebentos is mostly dry (even with six grams of sugar), without fizz and comes in at 11.5% alcohol. Finishing with tasty fruit, this is not the most expressive Loureiro, but it drinks well. It doesn't have a ton of character, to be sure. The steel drops off the wine fairly quickly—it is fruit forward—but it always has some support from the acidity. I liked the blend this issue much better, but this is still a fine value.

  • RP 86
  • 1  |  R$ 130,00 /gf
  • 6  |  R$ 130,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 130,00 Garrafa(s)

  • R$ 130,00 Garrafa(s)

R$ 130,00

Descrição 1
Este branco é um lindo exemplo do que se faz de melhor com os varietais de Vinho Verde: excelente frescor, acidez vibrante e elegância floral típica dos vinhos de Márcio Lopes.

Descrição 2
A região de Vinho Verde fica na parte Noroeste de Portugal e beneficia da influencia do clima Atlântico.
Márcio Lopes, jovem viticultor, cultiva seus vinhedos da maneira sustentável, sem uso de pesticidas ou herbicidas. Ele optou por uma produção pouco intervencionista, com o objetivo de destacar a pureza dos varietais da região: as fermentações são feitas em pequenos tanques de aço inoxidável, com levedura indígenas, e pouquíssimas filtrações ou colagens.
Os vinhos de Pequenos Rebentos se destacam pelo seu frescor vibrante e pela tipicidade marcada de cada casta.

Segundo Márcio, a safra 2017 foi um desafio para os produtores da região. A maturação das uvas foi muito prematura e a colheita começou 3 semanas antes da data habitual. A concentração das frutas foi excelente mas a qualidade da acidez era mais insegura.
Com um trabalho minucioso no vinhedo e uma vinificação cuidadosa, foi uma safra de sucesso para Pequenos Rebentos: frescor de sempre, vivacidade típica e expressão mineral, tão sedutora dos Vinhos Verdes.

DADOS BÁSICOS
DOC: Vinho Verde
Safra: 2017
Casta: Loureiro
Teor alcoólico: 12%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo claro com reflexos verdeais.
Nariz: aromas florais leves.
Boca: fino, frescura salivante, forte expressão mineral e fim-de-boca longo e persistente.


CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12°.
Harmonização: saladas, peixes gordos, carnes brancas e grelhados.

Tempo de guarda: 7 anos.


PREMIAÇÕES
Robert Parker 90

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 90
The 2017 Loureiro Pequenos Rebentos Vinhas Velhas Reserva was aged for seven months in used French oak and comes in at 12% alcohol. Now, here's the acidity I was looking for in this vintage. The concentration is good, but the acidity, focus and tension on the finish are better. Bright and gripping, this is, like all the wines from this producer, too young and unevolved. It has good upside potential, but you can certainly drink it now. Sourced from 1989 vines and made with a wild fermentation, there were just 1,699 bottles produced.

  • RP 90
  • 1  |  R$ 270,00 /gf
  • 6  |  R$ 270,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 270,00 Garrafa(s)

  • R$ 270,00 Garrafa(s)

R$ 270,00

Descrição 1
Um Volnay na mais pura tradição da apelação: sofisticado, fino e generoso, com textura aveludada.
Descrição 2
Domaine familiar herdado pelo lado maternal, o Jean-Michel Gaunoux cuida da produção desde 1978. São 6 hectares, na comunas de Puligny, Meursault, Volnay e Pommard.

Os trabalhos no vinhedo e na vinícola seguem uma linha tradicional: a família Gaunoux deseja preservar o terroir e produzir grandes vinhos da Borgonha, autênticos.
O modo cultural é "raisonné", sem uso de herbicidas ou pesticidas, e o único trabalho permitido nos solos é a lavragem. Os vinhos são fermentados com as leveduras indígenas, em tanques de aço inoxidável, e restringem o uso de barricas novas no envelhecimento. Afinal, cada cuvée é a perfeita representação do seu cru ou climat.

DADOS BÁSICOS
AOP: Volnay 1er Cru Clos des Chênes
Safra: 2011
Casta: 100% Pinot Noir
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi brilhante.
Nariz: sedutor, com fruta vermelha e presença de húmus, sous-bois.
Boca: firme, rico e generoso, com toda a finesse e a elegância dos tintos de Volnay.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 17º
Harmonização: contrafilé na brasa, champignons sautée, costela de porco assada, queijo tipo Brie, Mont d’Or e Époisses.
Tempo de guarda: até 2030.

Avaliações dos Especialistas
  • 1  |  R$ 900,00 /gf
  • 6  |  R$ 900,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 900,00 Garrafa(s)

  • R$ 900,00 Garrafa(s)

R$ 900,00

Descrigco 1
Este branco tem um doce gosto de verão com seu buquê de pêssego e frutas amarelas.

Descrigco 2
Sarah Selections é uma empresa criada por Sarah Martinez-Lagos e Leon Florez em 2013. Eles conseguiram unir vários produtores de toda a Espanha que têm o objetivo de trabalhar de mãos dadas com o maior respeito pelo terroir deles.

As vinícolas familiares do grupo são extremamente bem reputadas nas respetivas regiões delas:

• Bodegas Tierra Agricola Labastida DOCa RIOJA ALAVESA
• Bodegas Itsasmendi DO TXAKOLI
• Bodegas Marques de Vizhoja DO RIAS BAIXAS
• Bodegas Latido de Sara DO NAVARRA
• Cartoixa de Montsalvat DOQ PRIORAT
• Bodegas Vinos Valtuille DO BIERZO

DADOS BÁSICOS

DOC: Navarra
Safra: 2017
Casta: Garnacha Blanca
Teor alcoólico: 12,5 %
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Ouro claro, tons de champagne.
Nariz: Fresco, atraente com frutas brancas e verdes de verão como maça e pera.
Boca: Redondo, refrescante, com boa acidez.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10º a 11º
Harmonização: Peixes grelhados, frango, aperitivo, saladas.
Tempo de guarda: 3 anos.

PREMIAÇÕES
James Suckling 90

Avaliações dos Especialistas
James Suckling 90
Nice, dialed-in fruit with a layered and fresh, crisp texture. Pear and apple builds through white almond. Neat wine. Drink now.

  • JS 90
  • 1  |  R$ 85,00 /gf
  • 6  |  R$ 85,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 85,00 Garrafa(s)

  • R$ 85,00 Garrafa(s)

R$ 85,00

Descrigco 1
De todas as regiões do mundo, é em Sancerre que a uva Sauvignon Blanc se exprime da forma mais elegante com perfeito equilíbrio de aromas cítricos e minerais, e uma boca com vivacidade e frescor.
Descrigco 2
Este maravilhoso Sancerre do Jean-Paul Picard (safra 2011) foi servido durante o almoço de jubileu de diamante da Rainha Elizabeth II em 2012, em Westminster Hall, acompanhado de salmão marinado com limão e ervas.

DADOS BÁSICOS

AOC: Sancerre
Safra: 2017
Casta: Sauvignon Blanc
Colheita Manual
Teor alcoólico: 12,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Ouro claro com leves reflexos verdes.
Nariz: Revela belos aromas cítricos combinados com um toque mineral.
Boca: Redondo e agradável com ataque potente no frescor.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 08º a 10º
Harmonização: Aperitivo, peixes, crustáceos, frutos do mar, queijo de cabra.
Tempo de guarda: 4 a 5 anos.

  • 1  |  R$ 220,00 /gf
  • 6  |  R$ 220,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 220,00 Garrafa(s)

  • R$ 220,00 Garrafa(s)

R$ 220,00

Muscadet-Sèvre-et-Maine Sur Lie
Descrigco 1
O Domaine des Cognettes é um dos grandes produtores da região. O Sélection des Cognettes é feito com as melhores uvas da apelação. O resultado é um Muscadet primoroso.
Descrigco 2
O Domaine des Cognettes é um dos grandes produtores da região, que fica a alguns quilômetros da costa atlântica da França, perto da cidade de Nantes. Desde 2013, o Domaine produz somente vinhos orgânicos.

O "Sélection des Cognettes" é feito com as melhores uvas da apelação. O envelhecimento em contato com as borras ("sur lie", os resíduos das leveduras da fermentação) conferem complexidade ao vinho, que desenvolve notas de frutas brancas (pera, pêssego) e de frutas cítricas (grapefruit, limão).

Os aromas discretos e a boca com bastante frescor e boa dose de acidez fazem deste vinho a companhia ideal para as ostras frescas e, em especial, para sushis e sashimis - é um dos raros vinhos a apresentar uma perfeita harmonização com esses pratos.

DADOS BÁSICOS

Safra: 2017
Castas: 100% Melon de Bourgogne
Cultura orgânica
Teor alcoólico: 12,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO

Cor: Ouro claro e pálido.
Nariz: Discreto, com notas minerais e de frutas brancas e cítricas.
Boca: Frescor e volume, sustentados por agradável acidez e um leve toque salino.

CONSELHOS PARA SERVIR

Temperatura: 8º a 10º
Harmonização: Sushi, sashimi, peixes grelhados, ostras e crustáceos, peixes com molho.
Tempo de guarda: Até 2025.

Avaliagues dos Especialistas
  • 1  |  R$ 150,00 /gf
  • 6  |  R$ 150,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 150,00 Garrafa(s)

  • R$ 150,00 Garrafa(s)

R$ 150,00

Descrição 1

Descrição 2

DADOS BÁSICOS
DO: Ribera del Duero
Safra: 2016
Castas: Tempranillo predominante e outras castas (segredo)
Teor alcóolico: 14,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
Nariz:
Boca:

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16°-18°
Harmonização:
Tempo de guarda: até 2024.

Avaliações dos Especialistas
  • 1  |  R$ 195,00 /gf
  • 6  |  R$ 195,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 195,00 Garrafa(s)

  • R$ 195,00 Garrafa(s)

R$ 195,00

Descrição 1
Com nariz intenso de frutas vermelhas, taninos sedosos e excelente persistência de boca, este é um belo Chianti Classico, moderno e equilibrado.
Descrição 2
A historia de Capannelle começou em 1974, quando o businessman Raffaele Rossetti se mudou para uma vila do século XVI, com terreno de mais de 10 hectares in Gaiole, Chianti. Depois de ter feito a analise profunda dos solos, ele plantou 3,5 hectares de vinhas de castas locais: Sangiovese, Canaiolo, Colorino e Malvasia.

Raffaele Rossetti fez construir uma sala de degustação impressionante, com uma cozinha adequada para receber grandes Chefes e criar receita que combinem com os vinhos de Capannelle. Da mesma forma, foi necessário construir uma vinícola moderna, com as melhores tecnologias para produzir grandes vinhos.
O primeiro rótulo saiu em 1975: um vinho de mesa simples, chamado Capannelle. Apesar da sua simplicidade, esse primeiro tinto conseguiu conquistar críticos e a atenção do mercado, se tornando um símbolo de qualidade e começando a fazer a fama da vinícola.

Com um amadurecimento de 10 meses em barris cônicos de 13 e 30 hectolitros de carvalho da Slovenia, o Chianti Classico Riserva 2014 possui um nariz e uma boca intensos.

DADOS BÁSICOS
DOCG: Chianti Classico
Safra: 2014
Casta: Sangiovese
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi claro com reflexos granada.
Nariz: fruta negra intensa, cereja madura.
Boca: equilibrado, com a mesma fruta intensa do nariz, taninos sedosos, excelente persistência.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16º-18º.
Harmonização: carne vermelha assada, queijos curados, gnocchi com molho vermelho ou de champignon.
Tempo de guarda: até 2021.

PREMIAÇÕES
James Suckling 89

Avaliações dos Especialistas
James Suckling 89
A paprika-centered nose with dried redcurrants and bark. The palate shows some good fruit, even though it falls a little short on the finish. Drink now.

  • JS 89
  • 1  |  R$ 424,00 /gf
  • 6  |  R$ 424,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 424,00 Garrafa(s)

  • R$ 424,00 Garrafa(s)

R$ 424,00

Descrição 1
Um belo rosé de Provence, aliando corpo e elegância. Um achado!

Descrição 2
O Domaine está localizado no Vale de Sauvebonne, aos pés da Colina de Pierrefeu, um terroir conhecido pela qualidade da sua terra. A propriedade goza de uma situação excepcional, entre mar e rio, o que criou uma complexidade geológica incrível. Aqui, viticultores cultivam vinhedos com paciência e amor há séculos.

Em 1987, o doutor Henri Julian comprou o vinhedo atual e criou o Domaine de la Mayonnette. O produtor tem como filosofia, a proteção da biodiversidade, crucial para o bom desenvolvimento das plantas. Lhe permite entender melhor a misteriosa relação entre o terroir, as videiras e o meio-ambiente.

DADOS BÁSICOS
AOP: Côtes de Provence
Safra: 2017
Castas: 30% Cinsault, 30% Grenache, 40% Syrah
Teor alcoólico:
13,5%
Tamanho da garrafa:
750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
rosa brilhante com reflexos rosados.
Nariz:
aromas delicados de flor branca e frutas cítricas.
Boca:
frutado, e redondo, sustentado por uma bela acidez e um toque cítrico fresco.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura:
8°-10°.
Harmonização:
presunto Parma, robalo com molho Provençal, costeletas de porco grelhadas, casquinha de siri, peixes brancos.
Tempo de guarda:
até 2020.

Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 149,00 /gf
  • 6  |  R$ 149,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 149,00 Garrafa(s)

  • R$ 149,00 Garrafa(s)

R$ 149,00

Descrição 1
"Solar demonstra uma personalidade brilhante e ensolarada que sublinha o seu charme Toscano." Robert Parker

Descrição 2
A historia de Capannelle começou em 1974, quando o businessman Raffaele Rossetti se mudou para uma vila do século XVI, com terreno de mais de 10 hectares in Gaiole, Chianti. Depois de ter feito a analise profunda dos solos, ele plantou 3,5 hectares de vinhas de castas locais: Sangiovese, Canaiolo, Colorino e Malvasia.

Raffaele Rossetti fez construir uma sala de degustação impressionante, com uma cozinha adequada para receber grandes Chefes e criar receita que combinem com os vinhos de Capannelle. Da mesma forma, foi necessário construir uma vinícola moderna, com as melhores tecnologias para produzir grandes vinhos.
O primeiro rótulo saiu em 1975: um vinho de mesa simples, chamado Capannelle. Apesar da sua simplicidade, esse primeiro tinto conseguiu conquistar críticos e a atenção do mercado, se tornando um símbolo de qualidade e começando a fazer a fama da vinícola.

Solare é um magnífico exemplo da força e do caráter que a terra Toscana pode entregar.

DADOS BÁSICOS
IGT: Rosso di Toscana
Safra: 2010
Castas: Sangiovese e Malvasia Nera
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi profundo, com reflexos violeta.
Nariz: intenso, de framboesa, cereja, tabaco e chocolate amargo.
Boca: equilíbrio perfeito e boa estrutura, com taninos redondos, boa acidez e um toque mineral refrescante no final.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16°-18°
Harmonização: carne de caça, carne vermelha assada, queijos curados.
Tempo de guarda: até 2028.

PONTUAÇÃO
Robert Parker 93
James Suckling 92

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 93
Capannelle hits all the high marks with the 2010 Solare. This is among the best editions ever produced. I wouldn't say that the nose is pristine, because it is not. Instead, it offers lots of charm and character with dark fruit and spice that are nicely contrasted against one another. The finish reveals a crisp vein of acidity. Solar shows a bright and sunny personality that underlines its Tuscan charm.

James Suckling 92
A tangy and bright red with sliced lemon rind and berry character. Medium body, chewy tannins and a fresh finish. Muscular and structured. Drink or hold.

  • RP 93
  • JS 92
  • 1  |  R$ 585,00 /gf
  • 6  |  R$ 585,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 585,00 Garrafa(s)

  • R$ 585,00 Garrafa(s)

R$ 585,00

Descrição 1
Originado das mesmas terras que o Brunello di Montalcino, os dos vinhos se diferenciam nas suas regras de produção: tempo de envelhecimento, produtividade do vinhedo e graduação alcoólica mínima. Como consequência, o Rosso di Montalcino possui aromas mais frutados e um tempo de guarda menor. É um tinto nobre, fácil de beber, com um bom volume na boca e um buquê delicioso marcado pelas cerejas maduras.

Descrição 2
Tenuta di Sesta está localizada na parte sul de Montalcino, a 400 metros acima do nível do mar. Nesta zona (entre Sant'Angelo in Colle e Castelnuovo dell'Abate) o solo é mais pesado, e os vinhedos não recebem a brisa gelada do mar originando vinhos mais vigorosos e longevos. Possui 200 hectares de terra, das quais apenas 30 hectares são destinados ao cultivo de uvas.

A propriedade foi construída por volta do século 15 e séculos depois – mais precisamente em 1850 – passou a ser de posse da família Ciacci. O primeiro Brunello da família foi engarrafado em 1966 – antes mesmo que Brunello di Montalcino torna-se DOCG- tornando a Tenuta di Sesta uma das casas de vinho mais antigas da região.

DADOS BÁSICOS
DOC: Rosso di Montalcino
Safra: 2016
Castas: 100% Sangiovese Grosso
Teor alcóolico: 14,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Rubi.
Nariz: Buquê intenso de frutas vermelhas e cereja, com toque de pimenta-do-reino, alcaçuz e leve tostado.
Boca: Bom volume, taninos redondos e boa persistência.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16 º a 18 º
Harmonização: massa com ragu à bolonhesa, carne vermelha assada, queijos meio-curados.
Tempo de guarda: até 8 anos.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 89
James Suckling 89

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 89
The Tenuta di Sesta 2016 Rosso di Montalcino is a tart and crisp red wine to pair with cheesy pasta dishes. The wine has the acidity to cut through the fat in those dishes and the bight berry flavors to keep your palate clean. The 2016 vintage shows spectacular quality of fruit, so we can all look forward to the Brunellos from this vintage that will be released in under three years.

James Suckling 89
Although this has interesting, savory character and some nice aromas of red and black cherries, on the palate it comes over rather tart and the slightly chewy tannins don’t improve the harmony. Drink now.


  • RP 89
  • JS 89
  • 1  |  R$ 199,00 /gf
  • 6  |  R$ 199,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 199,00 Garrafa(s)

  • R$ 199,00 Garrafa(s)

R$ 199,00

Descrição 1


Descrição 2

DADOS BÁSICOS
DOC: Rioja
Safra: 2015
Castas: 95% Tempranillo, 5% Mazuelo
Teor alcoólico:
13,5%
Tamanho da garrafa:
750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor:
rubi.
Nariz:
cereja preta com toque de violeta.
Boca:
excelente equilíbrio entre fruta e vivacidade, e a presença sutil de madeira. Final muito agradável e persistente.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura:
15°-16°.
Harmonização:
carnes vermelhas assadas.
Tempo de guarda:
até 2020.

Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 133,00 /gf
  • 6  |  R$ 133,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 133,00 Garrafa(s)

  • R$ 133,00 Garrafa(s)

R$ 133,00

Descrição 1
Produzido na região de Haut-Médoc, esse é o segundo vinho do Château Cantemerle, Grand Cru Classé de Bordeaux. Les Allées de Cantemerle é produzido com as uvas das vinhas mais jovens do Château Cantemerle. Resulta em um vinho com a mesma personalidade mas com potencial de guarda menor.
Descrição 2
Edificado ainda na Idade Média, o Château Cantemerle foi doado à Abadia de mesmo nome ainda no século 12. No século 15, a propriedade passou a ser da família Caupène, originária da região de Landes, que mais tarde se uniu à família Roque e passou, de fato, a comercializar vinho. Até o século 16 o Médoc era, basicamente, dedicado à produção de cereais, fato que leva a crer que o Château Cantemerle venha a ser pioneiro na vitivinicultura local.

Disposto em torno de um pátio majestoso, sua bela arquitetura neoclássica atesta a magnitude e estima que os sucessivos proprietários de Cantemerle têm tido com o vinho ao longo dos séculos. A propriedade conta com tanques de aço inoxidável com temperatura controlada, barris de carvalho e tanques de concreto para fermentar seus vinhos.

Médoc é, antes de uma AOC, uma península ao norte da cidade de Bordeaux. Localizada na margem esquerda, abriga as denominações de Pauillac, St-Estèphe, St-Julien, Margaux, Pessac-Leognan, Listrac- Meédoc, Moulis e Haut-Médoc. Haut- Médoc AOC tem solo plano com áreas encharcadas, pastagens e solo pesado composto, basicamente, por cascalho uma boa combinação para uvas de maturação tardia como a Cabernet Sauvignon. Seus vinhos tendem a ser terrosos, encorpados e finos.

DADOS BÁSICOS
AOC: Haut-Médoc
Safra: 2011
Casta: 82% Cabernet Sauvignon, 16% Merlot, 2% Cabernet Franc
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: Rubi.
Nariz: Frutas pretas e vermelhas maduras, louro, ameixa e tabaco.
Boca: Sabor prepotente de frutas vermelhas, boa estrutura com taninos com mostram um bom potencial de guarda, e um fim-de-boca com toque de especiarias.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 18°C
Harmonização: Barriga suína assada, suflé de queijo, frango assado
Tempo de guarda: Até 2020.
Decantar: Sim, por uma hora antes de servi-lo.

PONTUAÇÃO
James Suckling 88


Avaliações dos Especialistas
James Suckling 88
Good fruit with black currants and berries. Medium to full body, firm tannins and a medium finish. Drink or hold.

  • JS 88
  • 1  |  R$ 280,00 /gf
  • 6  |  R$ 280,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 280,00 Garrafa(s)

  • R$ 280,00 Garrafa(s)

R$ 280,00

Descrição 1
O Château Tayet goza de um terroir excepcional, no sul da AOC Margaux, conhecida pelos seus vinhos elegantes. Este tinto, que já tem belas notas de evolução, representa a combinação perfeita entre Merlot e o Cabernet Sauvignon: o buquê sedutor do primeiro, e a estrutura sólida trazida pelo segundo.

Descrição 2
O Château Tayet pertence à família belga De Mour (proprietária de vários Châteaux em diferentes AOC de Bordeaux). O vinhedo de 10 hectares fica em Macau, na fronteira com o vinhedo de Margaux.

As vinhas crescem em solo argilo-limoso na beira do rio Garonne. Resultam vinhos finos, e elegantes, mas com boa complexidade e sempre muito frescor aromático.

DADOS BÁSICOS
AOC: Bordeaux Supérieur
Safra: 2011
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor : Vermelho brilhante
Nariz: Leves tons de baunilha e tabaco, concentração de frutas pretas e vermelhas.
Boca: Muito elegante com boa vivacidade, taninos redondos. Belo equilíbrio entre a fruta do Merlot e a estrutura do Cabernet Sauvignon.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16° - 18°
Harmonização: Acém grelhado, cordeiro, steak tartare, ensopado de lentilhas com linguiça, queijos de massa mole (brie, camembert...).
Tempo de guarda: Até 2020.

PONTUAÇÃO
Jancis Robinson 16
Gilbert & Gaillard 86
Le Guide Hachette des Vins *
Decanter World Wine Awards 2014: Medalha de Bronze
Los Angeles International Wine Competition 2015: Medalha de Prata

Avaliações dos Especialistas
Jancis Robinson 16
A Private Cellar Selection, says a special label, of this blend of 60% Merlot and 40% Cabernet from Macau. They also have the 2010 in magnums. The owners also own the orange box next to Tertre Roteboeuf. Winemaker is Jean-Michael Garcion.
Vibrant crimson. Very confident, concentrated, well-balanced blend. So appetising and ready. Merlot much in evidence. GV

Gilbert & Gaillard 86
Belle robe concentrée, encore jeune. Nez boisé grillé fumé dominant, jolis arômes de fruits rouges et noirs mûrs en retrait. La bouche séduit par son équilibre bois fruit. Les tanins sont fondus, la fraîcheur s'associe à la souplesse. Un élevage réussi.

Guide Hachette des Vins *
Des mêmes propriétaires que le Château Haut Breton Larigaudière (margaux), ce cru est implanté à Macau, à quelques kilomètres en amont : les vignes poussent sur des sols argilo-limoneux dans la zone de palus anciens bordant la Garonne. La cuvée Prestige comprend dans son assemblage, outre le merlot et le cabernet-sauvignon, 10 % de petit verdot. Fin et complexe au nez, ce 2011 mêle un léger boisé vanillé et toasté à des notes de petits fruits compotés. Conjuguant suavité et vivacité, la bouche montre une grande fraîcheur aromatique et des tanins fondus. Ce vin typique, déjà agréable, sera pleinement épanoui dans trois ou quatre ans.

  • JR 16
  • G&G 86
  • 1  |  R$ 198,00 /gf
  • 6  |  R$ 198,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 198,00 Garrafa(s)

  • R$ 198,00 Garrafa(s)

R$ 198,00

Descrição 1
Um Châteauneuf-du-Pape branco que foge dos padrões da região: esse vinho é um exemplo de delicadeza, com aromas predominantes de flores brancas realçados por um toque de frutas amarelas frescas.

Descrição 2
Vignobles Mayard é um vinhedo familiar de 43 hectares localizado no coração da prestigiosa aldeia Châteauneuf-du-Pape. Françoise Roumieux, atual enóloga da vinicola, é a quinta geração da família a tomar conta da produção.

Além da grande paixão que ela consagra ao trabalho dela, ela está extremamente empenhada no desenvolvimento da apelação e do trabalho das mulheres viticultoras num mundo tradicionalmente masculino. Ela assumiu a presidência da associação Femmes Vignes Rhône, que junta as profissionais da viticultura na Vallée du Rhône.

DADOS BÁSICOS
AOP: Châteauneuf-du-Pape
Safra: 2017
Castas: Grenache Blanc, Clairette, Roussanne, Bourboulenc, Picpoul
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo claro, reflexos dourados.
Nariz: intenso, com frutas amarelas frescas, raspa de limão e um toque floral.
Boca: pureza e vivacidade, excelente acidez. Um exemplo de elegância.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12°.
Harmonização: peixes de mar e rio grelhados, carnes brancas, vieiras ao molho de creme, queijo de cabra fresco, embutidos.
Tempo de guarda: até 2023.
Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 395,00 /gf
  • 6  |  R$ 395,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 395,00 Garrafa(s)

  • R$ 395,00 Garrafa(s)

R$ 395,00

Descrição 1
Um Chablis 1er Cru que combina elegância floral e mineralidade intensa.
Descrição 2
A propriedade Bernard Defaix nasceu em 1959 a partir de 2 hectares de vinhas. Hoje em dia, Sylvain e Didier, os filhos do Bernard, estão a frente da produção. Eles escolheram um modo de cultura orgânico para trabalhar com respeito à natureza e produzir vinhos com a maior expressão possível do terroir de Chablis.

50% deste vinho é fermentado em barricas de carvalho usado (de 2º a 5º uso) e envelhece 12 meses nas mesmas barricas sobre borras, com bâtonnage frequente. A outra metade do vinho é vinificada e envelhecida em tanques de inox.

DADOS BÁSICOS
AOP: Chablis 1er Cru
Safra: 2015
Casta: 100% Chardonnay
Cultura orgânica
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: dourado pálido.
Nariz: marcado por notas de flores brancas, notas defumadas, e toque mineral.
Boca: redondo e persistente, com uma boa mineralidade.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12°.
Harmonização: peixes de textura marcada, ostras gratinadas, risoto de frutos do mar.
Tempo de guarda: até 2026.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 92
Burghound 91

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 92
The 2015 Chablis 1er Cru Cote de Lechet Reserve sees more wood aging compared to the regular cuvée, 50% instead of 20% for 18 months. It comes from 60-year-old vines that were cropped at 35 hectoliters per hectare. It has a superb bouquet with detailed flint and wet limestone scents that display laser-like focus. The palate is well balanced with a fresh pineapple and Granny Smith apple-tinged opening, very well-judged acidity and a poised, saline finish that lingers in the mouth. This is excellent: taut and precise, the oak discretely used. It is the best Reserve since the superb 2015.

Burghound 91
Relatively generous wood stops short of dominating the nose that is similar to that of the regular cuvée with the exception that the petrol character is more pronounced. The bigger and more concentrated flavors deliver good length on the sappy, succulent and mouth coating finale. This is a quality effort with excellent intensity though the wood is not subtle.


  • RP 92
  • BH 91
  • 1  |  R$ 399,00 /gf
  • 6  |  R$ 399,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 399,00 Garrafa(s)

  • R$ 399,00 Garrafa(s)

R$ 399,00

Descrição 1
Um tinto da Côte Chalonnaise raçudo e estruturado, com excelente potencial de guarda: é um belo exemplo de Pinot Noir da Borgonha!
Descrição 2
Em 2002, Hélène Jaeger-Defaix herda de uma primeira parcela de vinhas em Rully 1er Cru e começa a ampliar a produção para perpetuar as tradições vitícolas ancestrais, na família desde o século XVI. Hoje, ela gerencia 4,5 hectares na AOP Rully, com um modo de cultura orgânico.

A safra 2016 teve condições complicadas, com geadas e muita chuva na primavera. Para não perder a colheita inteira, Hélène tomou a decisão difícil de aplicar mais tratamentos no vinhedo, deixando o selo orgânico. Apesar de ter perdido 70% das uvas, a qualidade foi ótima: boa maturação, taninos sedosos e bela intensidade.

DADOS BÁSICOS
AOP: Rully 1er Cru
Safra: 2016
Casta: 100% Pinot Noir
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750 ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: rubi intenso.
Nariz: fresco, cheio de frutas vermelhas, com nuances de madeira bem integradas.
Boca: aveludado, fresco, equilibrado, suculento, refinado no sabor e estrutura, final longo e elegante.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 16°-17°.
Harmonização: cordeiro grelhado, coelho a caçador, massas e risotos com carne vermelha.
Tempo de guarda: 10 anos.

PREMIAÇÕES
Robert Parker 93
Jancis Robinson 16,5

Avaliações dos Especialistas
Robert Parker 93
The 2016 Rully 1er Cru Clos du Chapitre hails from the warmest of the domaine's premiers crus, a lieu-dit that has long been celebrated as one of the commune's finest sites. Unfurling in the glass with aromas of ripe red cherries, plums and warm spices, it's a medium to full-bodied wine that's alluringly textural and velvety, with a good core of concentrated fruit, fine structuring tannins and sappy acids.

Jancis Robinson 16,5
Lively and fruity and fun with real lift! Exciting and racy. Lots of personality and well made. Well structured and long. Transparent. Hedonistic.


  • RP 93
  • JR 16,5
  • 1  |  R$ 409,00 /gf
  • 6  |  R$ 409,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 409,00 Garrafa(s)

  • R$ 409,00 Garrafa(s)

R$ 409,00

Descrição 1
Savagnin, a casta típica da região, na interpretação do Domaine: um branco de classe, exemplar de alta gama desta uva!

Descrição 2
O Domaine Rijckaert foi criado em 1998 por Jean Rijckaert, um belga apaixonado pela vitivinicultura, instalado na Borgonha desde 1990.
Hoje em dia, além de 4 hectares no sul da Borgonha, o Domaine Rijckaert cultiva 5,5 hectares de vinhedos no Jura, onde Jean apaixonou-se pelos distintos terroirs locais.

Assim, são duas caves: uma em Davayé (sul da Borgonha, perto de Mâcon) e uma em Les Planches, perto de Arbois, no Jura. A Maison Rijckaert também compra uvas de diversas áreas da Borgonha, vinificadas com a mesma precisão e o mesmo savoir-faire que as suas próprias vinhas.

Desde 2013, Jean decidiu passar gradualmente a tocha de sua paixão para Florent Rouve e transmitir o savoir-faire que fez a reputação de seus vinhos: rendimento restrito, colheita manual, prensas lentas e moderadas, leveduras indígenas, envelhecimento do vinho longo e... alguns segredos preciosos!
Uma vinificação cuidadosa e natural, que visa expressar a tipicidade da uva e a especificidade do terroir de onde vem.

O Savagnin Grand Elevage é feito a partir das mais antigas parcelas de vinhedos, acima de 60 anos. O vinho passa 16 meses por barricas de carvalho usadas, neutras, completamente preenchidas: desta forma não há a formação de flor, garantindo uma mais pura expressão varietal.
O nariz é complexo e elegante, com notas de maçã verde, amêndoas, flores secas, encantadora boca, ácida, fresca e equilibrada, de longo final.
As fermentações naturais e progressivas permitem obter esse estrutura e complexidade memoráveis.

"Os vinhos que produzimos são símbolo de prazer e leveza, elegantes, puros, nós gostamos deles refrescantes e joviais. Uma primeira taça leva a desejar uma segunda; a primeira garrafa convida a abrir a segunda...". Domaine Rijckaert

DADOS BÁSICOS
AOP: Arbois
Safra: 2016
Casta: Savagnin
Teor alcoólico: 13%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: amarelo pálido.
Nariz: complexo, elegante, com amêndoa crua, flores secas e maça verde, toque de madeira.
Boca: pureza, boa acidez, fresco e equilibrado.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 10°-12°.
Harmonização: queijos tipo Comté ou Cheddar curado, aves com molho branco, truta na manteiga.
Tempo de guarda: 12 anos.
Avaliagues dos Especialistas

  • 1  |  R$ 349,00 /gf
  • 6  |  R$ 349,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 349,00 Garrafa(s)

  • R$ 349,00 Garrafa(s)

R$ 349,00

Descrição 1
As notas minerais da safra 2010 dominam este grande branco.
Descrição 2
Domaine familiar herdado pelo lado maternal, o Jean-Michel Gaunoux cuida da produção desde 1978. São 6 hectares, na comunas de Puligny, Meursault, Volnay e Pommard.

Os trabalhos no vinhedo e na vinícola seguem uma linha tradicional: a família Gaunoux deseja preservar o terroir e produzir grandes vinhos da Borgonha, autênticos.
O modo cultural é "raisonné", sem uso de herbicidas ou pesticidas, e o único trabalho permitido nos solos é a lavragem. Os vinhos são fermentados com as leveduras indígenas, em tanques de aço inoxidável, e restringem o uso de barricas novas no envelhecimento. Afinal, cada cuvée é a perfeita representação do seu cru ou climat.

DADOS BÁSICOS
AOP: Meursault 1er Cru Perrières
Safra: 2010
Casta: 100% Chardonnay
Teor alcoólico: 13,5%
Tamanho da garrafa: 750ml

DEGUSTAÇÃO
Cor: dourado pálido.
Nariz: elegante, com frutas brancas, amêndoas torradas, e boa mineralidade.
Boca: safra 2010 marcada por muita mineralidade. Puro, persistente, cremoso e intenso.

CONSELHOS PARA SERVIR
Temperatura: 12º
Harmonização: massas com frutos do mar, peixes gordurosos, queijos de casca lavada, e textura macia, ou meia cura.
Tempo de guarda: até 2025.

PREMIAÇÕES
Vinous 94
Jancis Robinson 15,5

Avaliações dos Especialistas
Vinous 94
Bright pale yellow. With its aromas of pineapple, powdered stone and tea leaf, this smells a bit sweeter than the Genevrieres. Dense but light on its feet, with terrific inner-mouth perfume to the flavors of lavender, powdered stone and minerals. Taut, elegant, very dry wine with superb cut and rising length. A very clear expression of Perrieres terroir.

  • VN 94
  • JR 15,5
  • 1  |  R$ 990,00 /gf
  • 6  |  R$ 990,00 /gf
X

Adicionar ao carrinho


  • R$ 990,00 Garrafa(s)

  • R$ 990,00 Garrafa(s)

R$ 990,00